Category

MUNDO

Category

Um ônibus de passageiros caiu em um precipício em uma estrada ao norte de La Paz, capital da Bolívia, após uma tripla colisão. O acidente matou 25 pessoas. As informações são do chefe da polícia boliviana, Yuri Calderón, e da TV estatal do país.

O acidente aconteceu porque o ônibus tentou ultrapassar um caminhão e se chocou com uma caminhoneta, segundo Calderón. Foi uma queda de 200 metros.

O número de feridos ainda não foi contabilizado. Uma parte deles foi transferida para La Paz. Os bombeiros ainda estão no local, e pode haver uma quantidade maior de mortos.

As equipes de resgate usam cordas para descer pelo precipício, e atravessam uma vegetação espessa, segundo imagens do canal de TV Unitel.

O ônibus da viação Totaí havia saído de La Paz com destino a um povoado chamado Rurrenabaque, na Amazônia Boliviana.

Fonte: G1

Foto: Polícia Caminera

O papa Francisco surpreendeu o comediante britânico Stephen K. Amos ao dizer-lhe “as pessoas que decidem rejeitar o outro por um adjetivo não têm coração humano”, se referindo à comunidade LGBT.

Amos, que é gay e não pratica nenhuma religião, se encontrou com o papa no programa do canal de TV BBC “Pilgrimage: The Road To Rome” (Peregrinação: a viagem até Roma).

Ele fez parte de um grupo de 15 celebridades que percorreram a pé o tradicional caminho que liga Canterbury, na Inglaterra, à Roma, em setembro do ano passado.

Ao chegar na capital italiana, o grupo foi informado pelos produtores do programa que o papa havia aceitado recebê-los para uma audiência.

“Eu disse não”, contou Amos ao site inews. O comediante afirmou que têm criticado abertamente certos aspectos da Igreja Católica e que, por isso, não se sentia confortável em encontrar-se com o papa e ser abençoado por ele.

“Eu não poderia ir lá e fazer isso em sã consciência. Eu não sou assim”, disse Amos.

O comediante perguntou então aos produtores se o grupo seria autorizado a fazer perguntas a Francisco.

“O papa responderá a quaisquer perguntas que vocês tiverem” foi a resposta que Amos recebeu.
Parte do encontro entre os dois foi divulgada pela BBC nesta sexta-feira (19) em uma rede social.

No vídeo, Amos diz: “Ao decidir participar desta peregrinação, sendo uma pessoa não religiosa, eu estava à procura de respostas e de fé. Mas, como um homem gay, eu não me sinto aceito”.

“Dar mais importância ao adjetivo do que ao substantivo não é bom. Todos somos humanos e temos dignidade. Não importa quem você é ou como você vive a sua vida, você não perde a sua dignidade [por isso]”, responde o papa.

“Aqueles que preferem selecionar ou descartar as pessoas por causa de um adjetivo não têm um coração humano”, diz Francisco.

Os presentes ficam visivelmente emocionados.

“Eu me sinto fraterno entre vocês, e não lhes perguntei qual é a sua fé ou no que vocês acreditam, porque sei que vocês têm uma fé básica em toda a humanidade”.

O pontífice conclui pedindo que os participantes do programa que são católicos rezem por ele.

“Aqueles entre vocês que não são [católicos], me desejem uma boa jornada, para que eu não decepcione ninguém”, diz Francisco.

Fonte: Folha Press

O ex-presidente do Peru Alan García está internado e passa por cirurgia após dar um tiro na própria cabeça. Conforme comunicado da ministra da Saúde do Peru, Zulema Tomás, seu estado de saúde é muito grave. García decidiu se matar após a Justiça decretar a sua prisão preventiva, na manhã desta quarta-feira (17), por suposto envolvimento em casos de corrupção com a empresa brasileira Odebrecht.

De acordo com informações médicas, García, 69 anos, teve três paradas cardíacas e foi reanimado três vezes. Ele deu entrada no Hospital Casimiro Ulloa, às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala na cabeça. Está sendo operado desde as 7h10.

O ex presidente teria atirado na própria cabeça após a chegada de agentes da Divisão de Investigação de Delitos de Alta Complexidade, com uma ordem de prisão preventiva de 10 dias.

Ele está envolvido em suposto esquema de corrupção e lavagem de dinheiro vinculado ao caso Odebrecht, na construção da Linha 1 do Metrô de Lima.

Ordens de prisão

Outros dois políticos também receberam ordens de prisão nesta quarta, Luis Nava, ex-secretário geral da Presidência no governo Alan García, e Miguel Atala, ex-vice-presidente da PetroPerú.

Na terça-feira (16), em sua conta no Twitter, García escreveu que “como em nenhum documento sou mencionado e nenhum indício nem me evidencia nem me alcança, só resta especulações ou que inventem intermediários. Jamais me vendi e está provado”.

García está sendo investigado pelo Ministério Público do Peru, e impedido de deixar do país. Ele vivia em Madri desde 2016 e, no ano passado, quando estava no Peru, recebeu a ordem de que não poderia deixar o país por 18 meses, para assegurar a sua presença no processo.

Em dezembro do ano passado, García pediu asilo político ao Uruguai, alegando perseguição política, mas teve o pedido negado. À época, o presidente uruguaio Tabaré Vázquez afirmou que o caso de García não era perseguição política e que, no Peru, “funcionam autônoma e livremente os três poderes do Estado, especialmente o Poder Judiciário”.

Fonte: OP9

A revista americana Time elegeu o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2019. Bolsonaro é o único brasileiro na lista, divulgada nesta quarta-feira (17).

O texto é assinado pelo cientista político Ian Bremmer, da consultoria Eurasia Group, que colabora para a Time. Bolsonaro é definido pela revista como um “personagem complexo”.

Por um lado, o presidente é apresentado como “a melhor chance em uma geração de promulgar reformas econômicas capazes de conter o déficit crescente”. Por outro, é “garoto-propaganda de uma masculinidade tóxica e um ultraconservador homofóbico com a intenção de travar uma guerra cultural e talvez reverter os avanços do Brasil em atacar as mudanças climáticas”.

Em seu relato, Bremmer faz um elogio ao Brasil. Diz que o “apetite por controvérsia” de Bolsonaro não é capaz de ocultar o fato de que o país tem “instituições que poderão limitar o bem e o mal que ele poderá fazer”. Para o cientista político, será decisivo para o futuro do governo saber se o presidente aprenderá a “trabalhar com o sistema”. “O tempo vai dizer se ele terá a flexibilidade e a resiliência de caráter que ele necessita.”

Líderes mundiais

A lista divulgada pela Time também inclui outros dois latino-americanos entre os mais influentes na categoria de líderes mundiais. São eles o presidente autoproclamado da Venezuela, Juan Guaidó, que comanda o movimento de não-reconhecimento do mandato do ditador Nicolás Maduro, e Andrés Manuel López Obrador, político à esquerda que se elegeu presidente do México em uma exceção ao atual cenário político vivido pela América Latina.

A relação, como é esperado, inclui também o presidente Donald Trump, mas ele não é o destaque da capa especial destinada aos líderes, espaço que foi concedido para a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi. Outra opositora relevante de Trump que foi incluída na lista foi a atual sensação da esquerda americana, a deputada Alexandria Ocasio-Cortez.

Na linha de líderes mundiais à direita, a revista também incluiu Matteo Salvini, vice-primeiro-ministro e ministro do Interior da Itália, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

Fonte: Revista Veja online

O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que irá lançar uma campanha nacional para a reconstrução da catedral de Notre-Dame, em Paris, atingida por um forte incêndio hoje. Segundo o líder, uma campanha para que vários “talentos” do país ajudem a reconstruir a catedral será lançada amanhã.

Pouco antes das 21h de hoje, mais de seis horas após o início das chamas, o fogo foi controlado pelos bombeiros, informou o jornal Le Monde. A causa do incêndio ainda é desconhecida.

“Vamos fazer um apelo aos maiores talentos e vamos reconstruir a Notre Dame, porque é isso que os franceses esperam e a nossa história merece”, declarou Macron, sem dar maiores detalhes sobre o funcionamento da campanha. Hoje, a ONU (Organização das Nações Unidas) informou que ajudará a França na reconstrução da igreja.

O incêndio teve início por volta das 13h50 de hoje (18h50 na França). Uma estrutura semelhante a uma flecha, localizada no centro da catedral, ruiu. Segundo jornais franceses, dois terços do teto da catedral foram devastados pelas chamas. O governo francês informou, porém, que a estrutura do prédio está preservada.

Macron classificou o incêndio como um “drama terrível” e destacou a importância da catedral para os franceses. “A Notre-Dame de Paris é a nossa história, nossa literatura, é o epicentro de nossa vida”, afirmou. “É a catedral de todos os franceses, mesmo daqueles que nunca vieram aqui.”.

Macron: “O pior foi evitado”

Segundo Macron, a fachada e a estrutura principal da catedral de Notre Dame não irão desabar graças ao trabalho dos quase 500 bombeiros envolvidos na operação de combate às chamas, a quem ele agradeceu pela “extrema coragem” e “profissionalismo”. “O pior foi evitado, mesmo que a batalha não tenha sido completamente ganha”, declarou. Segundo ele, os bombeiros continuarão trabalhando nos próximos dias.

Fonte: UOL

Foto: Philippe Wojazer/Pool/AFP

Um incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris, foi confirmado nesta segunda, 15, pelo corpo de bombeiros, segundo a agência de notícias Reuters.

O fogo foi relatado primeiro por usuários em redes sociais. Não ficou imediatamente claro o que causou o incêndio. A televisão France 2 relatou que a polícia estava tratando o incidente como um acidente.

Foi possível ver fumaça saindo do topo da catedral medieval, enquanto as chamas saíam das duas torres dos sinos, afirmou uma testemunha da Reuters.

Uma grande operação dos bombeiros está tentando controlar as chamas, que afetam sobretudo a torre central da catedral, que é visitada por milhares de pessoas todos os dias. A polícia isolou a área e está retirando os muitos turistas que estavam dentro da catedral, de acordo com a EFE.

A catedral, que remonta ao século 12, é famosa por aparecer no romance clássico de Victor Hugo, “O Corcunda de Notre-Dame”.

Fonte: G1

Foto: TV Globo

Durante discurso para estudantes do instituto público Ennio Quirino Visconti, escola secundária clássica de Roma, o papa Francisco pediu aos jovens, neste sábado (13), no Vaticano, que se “libertem da dependência” do telefone celular, que é “como uma droga.”

“Libertai-vos da dependência do celular! Por favor!”, clamou Francisco. Ele explicou “que os telefones celulares são um grande progresso de grande ajuda, e é preciso usá-los, mas quem se transforma em escravo do telefone perde a sua liberdade”.

O papa lembrou que “o telefone celular é uma droga” que “pode reduzir a comunicação a simples contatos”.

“A vida é comunicar e não somente simples contatos”, disse Francisco, que também pediu aos estudantes que lutem contra o assédio escolar, que é como “uma guerra”, e confessou que lhe dói saber que, em muitos colégios, existe este fenômeno.

Por ocasião da visita da escola ao Vaticano, o pontífice aludiu a um ensinamento de Santo Agostinho, doutor da Igreja Católica, em latim: “in interiore homine habitat veritas” – “A verdade vive no interior do homem”.

Inclusão e diversidade

A escola deve educar em prol da inclusão, do respeito à diversidade e da cooperação, sublinhou o papa. Nesse contexto, o pontífice disse aos estudantes que não tenham medo “das diversidades” e lembrou que “o diálogo entre as diferentes culturas enriquece um país, enriquece a pátria, e nos faz olhar para uma terra de todos e não só para alguns”.

Outro dos conselhos do papa aos meninos e meninas do instituto romano foi que “na vida afetiva são necessárias duas dimensões: o pudor e a fidelidade”.

Francisco recomendou “amar com pudor e não descaradamente, e ser fiel”, e acrescentou que “o amor não é um jogo e é a coisa mais bela que Deus nos doou”.

Além disso, o papa aconselhou os estudantes a “nunca deixar de sonhar grande e desejar um mundo melhor para todos”.

O Liceu Ennio Quirinio Visconti foi fundado em 1871, um ano após o fim do Estado Pontifício, na sede do antigo “Collegio Romano”, no coração do centro histórico da Cidade Eterna.

Fonte: Agência Brasil

Uma carta assinada por cientistas, estudantes, funcionários e educadores do Museu Americano de História Natural pede à presidente da instituição, Ellen Futter, que impeça que o presidente brasileiro seja homenageado pela Câmara Brasileira-Americana de Comércio em um evento que será organizado no espaço em maio. Bolsonaro será homenageado como “Pessoa do Ano” pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Na carta, o grupo chama Bolsonaro de “fascista” e se diz “profundamente preocupado” com a possibilidade de que o local seja usado para homenagear “esse homem” que tem valores “diretamente em conflito” com os valores do museu, informa o jornalista Jamil Chade.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, também fez críticas a Jair Bolsonaro e pediu ao museu que não realizasse o evento. De Blasio, que no ano passado disse que a morte de Marielle Franco mostrava o “declínio da democracia brasileira”, agora chamou Bolsonaro de “ser humano perigoso”, racista e homofóbico.

“Bolsonaro não é perigoso somente por causa de seus racismo e homofobia evidentes”, afirmou o prefeito em uma entrevista concedida à rádio WNYC nessa sexta-feira 12. “Infelizmente, ele também é a pessoa com maior poder de impacto sobre o que se passará na Amazônia daqui para a frente”, completou.

O perfil do museu no Twitter informou que havia preocupação por parte deles em relação à cerimônia e explicou que o espaço foi alugado pela Câmara antes de os homenageados terem sido escolhidos.

“O evento, de nenhuma maneira, reflete a posição do museu que há uma necessidade urgente de conservar a Amazônia, que tem profundas implicações para a diversidade biológica, as comunidades indígenas, mudança climática e o futuro da saúde do nosso planeta”, explicou o museu em um comunicado.

Fonte: Brasil 247

Um ataque a bomba deixou 16 mortos e 30 feridos em um mercado na cidade de Quetta, no oeste do Paquistão, nesta sexta-feira (12). O artefato explosivo improvisado estava escondido em um saco de batatas.

“Uma grande explosão” aconteceu no início da manhã na área de Hazarganji enquanto muitas pessoas estavam no mercado, disse o porta-voz da polícia de Quetta, Mohamed Aslam.

Entre os 16 mortos estão oito membros da minoria xiita hazara, que são muito perseguidos no país asiático. “O alvo do ataque era a comunidade hazara, seus membros realizam compras neste mercado”, disse Fraz Hussain, que também é porta-voz da polícia.

Os 30 feridos foram transferidos para hospitais próximos.

O primeiro-ministro paquistanês, Imran Khan, condenou o ataque em um comunicado e pediu que os “feridos recebam o melhor tratamento possível”.

Quetta, capital da província do Baluchistão, é uma das regiões com mais conflitos no Paquistão, com a presença de grupos armados separatistas, facções talibãs e grupos jihadistas.

Em julho do ano passado, 149 pessoas morreram em um atentado nesta província em um comício eleitoral durante a campanha das eleições gerais, no pior ataque da história do país.

Fonte: G1

Foto: Naseer Ahmed / Reuters

Um missionário americano de 50 anos, naturalizado paraguaio, foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (10), na aldeia indígena Mboi Jagua de Villa Ygatimí, no departamento de Canindeyú, a 90 km da fronteira do Paraguai, com Paranhos (MS).

De acordo com o diretor de polícia do departamento de Canindeyú, Comissário Geral Vidal Achucarro, cinco atiradores que não são indígenas, invadiram a propriedade de Wayne Laroy Goddard que vivia há 25 anos no local.

De acordo com o general, Wayn vivia sozinho em uma propriedade rural dentro da área da aldeia, onde realizava trabalhos missionário e criava animais. Achucarro explica que um dia antes da execução, o missionário teria vendido algumas vacas para uma pessoa que ainda não foi identificada e que entra na linha de investigação de suspeitos.

Segundo a polícia paraguaia, até a publicação desta matéria, nenhum dos atiradores foram localizados. Pai e irmão da vítima que moram na cidade de Pedro Juan Caballero, fronteira com a cidade de Ponta Porã (MS), já foram informados sobre o crime. Segundo o comissário, a família está a caminho do local onde acontece o velório e também o sepultamento.

Fonte: G1 MS

Foto: Departamento de Canindeyú