Category

ESPORTES

Category

A reestruturação do São Paulo neste início de temporada vai obrigar o time a melhorar principalmente em um dos setores mais badalados do elenco. O ataque passa por um momento ruim, ao ter marcado somente um gol nos últimos sete compromissos, apesar do investimento da diretoria em reforços e da manutenção das principais peças do ano passado.

Dos jogadores disponíveis para o ataque, somente Pablo marcou gol nos últimos jogos do São Paulo. O jogador trazido do Athletico Paranaense por cerca de R$ 26 milhões anotou na derrota de domingo diante do Corinthians, pelo Campeonato Paulista, e amenizou o momento ruim do setor ofensivo. A equipe chegou a ficar três partidas consecutivas de 2019 sem balançar as redes.

Enquanto o clube conta com o técnico interino Vágner Mancini e aguarda a chegada do técnico Cuca, parte dos trabalhos no CT da Barra Funda têm ênfase na melhora da produção ofensiva. O São Paulo começou o ano com vitórias por 4 a 1 sobre o Mirassol e 3 a 0 diante do Novorizontino, para depois ver o ataque não produzir o suficiente nos outros compromissos.

A má fase coincidiu, inclusive, com a eliminação na Copa Libertadores. O São Paulo passou os dois jogos do encontro com o Talleres sem marcar e pouco levou perigo ao gol adversário. No intervalo entre as partidas de ida e a de volta, o time perdeu para a Ponte Preta, pelo Campeonato Paulista, após passar os 90 minutos sem criar uma chance de gol.

O São Paulo trouxe neste ano para ataque nomes como Pablo e Biro Biro. Jogadores remanescentes do ano passado como Everton, Diego Souza e Gonzalo Carneiro não conseguiram boas atuações. A equipe do Morumbi, curiosamente, fechou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro do ano passado na liderança e com o melhor ataque da competição naquela altura do torneio, com 32 gols em 19 jogos.

Fonte: Esporte ao Minuto

LYON, FRANÇA (UOL/FOLHAPRESS) – Pouco mais de um ano depois de forçar a saída do Liverpool rumo ao Barcelona, Philippe Coutinho ainda não encontrou a felicidade que imaginava desfrutar na Catalunha. Nesta semana, o brasileiro deixou o estádio do Lyon mais uma vez cabisbaixo, após jogo da Liga dos Campeões, sem atender a imprensa, em um comportamento que virou padrão da temporada. Sem demonstrar reação diante do mau momento, o meia já agita especulações para a janela de transferências do verão europeu.

O estado de ânimo de Coutinho tem gerado preocupação, tanto da comissão técnica quanto do grupo de jogadores do Barcelona. Amigos mais próximos do brasileiro no elenco, como o uruguaio Luis Suárez, tentam motivar o meia na missão de recuperação de seu auge técnico. Até mesmo Lionel Messi ofereceu um gesto de generosidade ao companheiro.

O astro argentino deu a bola para que Coutinho cobrasse o pênalti na vitória sobre o Sevilla por 5 a 1, quando o jogo ainda estava empatado sem gols. Nesta partida da Copa do Rei da Espanha, em 30 de janeiro, o brasileiro teve um de seus melhores momentos na temporada, bastante elogiado pela mídia catalã. No entanto, em um compromisso posterior, foi mal no 0 a 0 com o Athletic Bilbao, pelo Campeonato Espanhol, e foi duramente criticado de novo.

A oscilação de performance tem sido a marca da temporada de Coutinho. O brasileiro começou a temporada como peça de meio-campo, mas logo foi sacado do time, pelo fato de o técnico Ernesto Valverde entender que esta formação deixava a equipe mais vulnerável defensivamente. A partir daí, o ex-jogador do Liverpool passou a duelar por uma vaga no ataque com Ousmane Dembélé. Por enquanto, a vantagem é do campeão mundial com a França.

Mesmo criando problemas de disciplina, com atrasos em treinos e vício em videogame, Dembélé se firmou como primeira opção. O francês tem conseguido participar mais de jogadas de gol, com seu estilo de profundidade, velocidade e facilidade de encarar adversários no mano a mano. Coutinho, por sua vez, não vem sendo tão efetivo, nem emplacando sua jogada de assinatura, quando sai da ponta para o centro em busca da finalização cruzada.

Recentemente Dembélé ficou afastado por uma lesão, em ocorrência que ofereceu a Coutinho a oportunidade de atuar em oito jogos seguidos. Apesar de boas performances, como na vitória sobre o Sevilla, o brasileiro não embalou. São 8 gols e 5 assistências na temporada até aqui.

CONVERSA

Já no final de 2018, Coutinho levou a insatisfação pelo momento no Barcelona ao elenco da seleção. O meia chegou a conversar com alguns colegas que defendem o PSG sobre uma eventual possibilidade de transferência.

No entanto, a mudança para Paris parece pouco provável, já que o alto custo do jogador ameaçaria o PSG dentro dos padrões do “fair play” financeiro da Uefa – o Barcelona pagou 160 milhões de euros pelo brasileiro em 2018. De resto, a relação entre os dois clubes envolvidos também não é das melhores, ainda sob o desgaste da saída de Neymar da Catalunha em 2017.

Mesmo assim, Coutinho segue com alto valor de mercado e inspira especulações sobre uma volta à Premier League. Nas últimas semanas, o jornal “The Independent”, de Londres, noticiou que o brasileiro seria prioridade do Chelsea caso o clube negocie o belga Eden Hazard.

Mas o principal obstáculo para esta movimentação é familiar. Em janeiro de 2018, quando deixou o Liverpool, uma das motivações do jogador era contentar a esposa, que queria retornar a Barcelona – o casal morou na cidade espanhola em 2012, quando o ex-vascaíno defendeu a camisa do Espanyol.

Porém, existem outras opções. Segundo apuração da reportagem, o estafe de Coutinho já vem lidando com algumas sondagens sobre o futuro. O atual contrato do brasileiro com o Barcelona dura até 2023.

TÉCNICO

Na última terça-feira, Coutinho voltou a ignorar a imprensa da Espanha ao final da partida contra o Lyon, pela Liga dos Campeões. O brasileiro passou de cabeça baixa pela área de entrevistas conhecida como zona mista.

Coutinho entrou aos 22 minutos do segundo tempo no lugar de Dembelé e recebeu nota 5 do “Diário Sport”, jornal de Barcelona, que destacou sua mobilidade e “um potente disparo de fora da área”. Já o “Mundo Deportivo” foi mais crítico: “segue sem adicionar detalhes suficientes para dar a sensação que a sua condição de reserva é uma injustiça”.

Depois do empate por 0 a 0 na França, o técnico Ernesto Valverde desconversou sobre o estado de desânimo do brasileiro.

“Acho que é mais uma sensação de fora. Vejo ele bem. Queremos que marque e se anime, mas ele está bem”, comentou o treinador do Barcelona.

“Coutinho é um jogador fundamental para nós. Hoje pensei em começar com Dembélé. Outro dia coloquei o Dembélé porque ele estava voltando de lesão e precisávamos dos dois em plena forma. E principalmente agora, com esses jogos tão importantes na Liga dos Campeões e Copa do Rei, espero poder contar com os dois. E Coutinho entrou como sempre. É um grande jogador e esperamos muito dele”, acrescentou Valverde.

Recentemente Valverde acertou a renovação de contrato com o Barcelona até o final da temporada 2019-20. Para a imprensa que acompanha de perto o clube catalão, a sequência de trabalho do treinador, que já demonstrou preferir Dembélé no time, pode significar uma necessidade de mudança para Coutinho.

Fonte: Esporte ao Minuto

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e o Ministério Público Estadual informaram que o Flamengo se recusou hoje (19) a fechar o acordo de reparação às vítimas do incêndio no alojamento do Centro de Treinamento (CT) do clube, o Ninho do Urubu, em Vargem Grande, na zona oeste, no qual dez atletas morreram e três ficaram feridos. O acordo estava sendo negociado entre o clube, as duas instituições e o o Ministério Público do Trabalho.

Em nota, a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, o Ministério Público Estadual e o Ministério Público do Trabalho informam que o caso vai ser definido na Justiça. Com a tentativa de acordo encerrada, as instituições buscarão a reparação judicial. Amanhã (20), os parentes dos jogadores serão atendidos pela Defensoria Pública para que sejam orientados sobre as medidas possíveis.

Segundo as instituições, a “recusa do acordo” foi informada por meio de ligação telefônica às 19h desta terça-feira. Conforme a nota divulgada à imprensa, não houve consenso nas negociações para fechar os valores das indenizações e eventuais pensões. “Os valores apresentados pelo clube estão aquém daquilo que as instituições entendem como minimamente razoável diante da enorme perda das famílias e demais envolvidos”, indicou o comunicado.

No fim da tarde, a coordenadora cível da Defensoria Pública, Cíntia Guedes, disse durante uma entrevista coletiva que quase 90% do acordo estavam acertados e que tinha confiança em uma resposta positiva do Flamengo ainda hoje. A defensora destacou que apenas dois pontos estavam em aberto e se referiam a valores de indenizações e de pensões às famílias dos atletas atingidos. “A bola agora está com o Flamengo”, chegou a dizer a defensora ao fim da coletiva.

Segundo a Defensoria Pública, anteriormente, o Flamengo havia se comprometido em prestar assistência médica aos jovens que necessitarem de tratamento, assim como apoio psicológico às famílias dos atletas que morreram.

O clube também havia se responsabilizado a manter por um período mínimo de dois anos, os contratos de formação dos atletas que sobreviveram, além dos contratos dos empregados que de certa forma se envolveram no incêndio.

Fonte: Esporte ao Minuto

Domingo, 09 de março, o Visão Celeste Esporte Clube da cidade de Parnamirim/RN, em parceria com a Secretaria de Esporte e Turismo do município de Belém/PB, estará realizando no Estádio Raul Barbosa, “O Raulzão”, na cidade de Belém/PB, uma avaliação de atletas que formarão a base do clube.

Convidamos a todos os garotos da cidade de Belém e da região para participar da avaliação.

O Visão Celeste participou da Copa São Paulo de Futebol Júnior e foi um dos destaques da competição.

Fonte: João Moura o Caçador de Notícias

O Treze perdeu mais uma partida e começa a se complicar para uma classificação da primeira fase do Campeonato Paraibano.

Neste domingo (17), o Galo não conseguiu bater o Esporte de Patos, no José Cavalcanti, em jogo que terminou em 1 a 0 para os donos da Casa. Agora o time de Campina Grande tem apenas um ponto a mais que o Serrano-PB, lanterna do Grupo A.

Treze volta a campo no próximo domingo (24), às 16h, contra o Atlético-PB, no Presidente Vargas.

No mesmo dia e mesmo horário, o Esporte de Patos pega o Botafogo-PB, líder do Grupo A, no Estádio Almeidão, em João Pessoa.

Fonte: MaisPB

O Cruzeiro sofreu nova derrota no Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG). Após em primeira instância ter sofrido penhora de R$ 1.901.612,26 da venda de Arrascaeta ao Flamengo, o clube entrou com um recurso em segunda instãncia com um pedido de liminar para suspender a penhora, o que foi negado em decisão publicada nesta sexta-feira pelo desembargador relator Claret de Moraes, da 10ª Câmara Cível da Unidade Afonso Pena do TJMG. A execução é a favor do empresário Giuliano Bertolucci, que busca garantia de recebimento pela compra do lateral-esquerdo Bryan, em 2016, que não joga mais pela equipe mineira. Cabe recurso ao Cruzeiro.

Com isto, a decisão em primeira instância, proferida pelo juiz Renato César Jardim, 24ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte do TJMG, no dia 10 de janeiro deste ano, segue valendo. Nela, foi deferida “a substituição da penhora dos imóveis indicados pelo Cruzeiro por crédito que tem a receber decorrente da operação de negociação do atleta Giorgian Daniel De Arrascaeta Benedetti, até o limite desta execução, R$ 1.901.612,26, devendo tal valor ser depositado em conta judicial vinculada ao presente feito”. O Flamengo foi intimado na ocasião para cumprimento da decisão.

Fonte: LANCE!

O Flamengo comunicou, na manhã desta sexta-feira, que Francisco Dyogo, de 15 anos, uma das vítimas do incêndio que atingiu o Ninho do Urubu, recebeu alta médica e será liberado em breve. O jogador apresentou melhora nos últimos dias e, na quarta-feira, havia deixado o centro de terapia intensiva (CTI) do Hospital Vitória, na Zona Oeste do Rio.

“O atleta Francisco Dyogo terá alta hospitalar ainda esta manhã e em logo mais será liberado para ir para casa”, diz nota enviada pelo Rubro-Negro.

Havia a expectativa de que Francisco Dyogo deixasse o hospital na última quinta-feira, mas, por parte do corpo médico, houve a decisão de ficar por mais uma noite.

Cauan Emanuel, outro atleta que sobreviveu ao incêndio no Ninho do Urubu e foi hospitalizado, recebeu alta na última segunda-feira.

Já Jhonata Ventura, de 15 anos, foi retirado da ventilação mecânica na última quinta-feira, mas segue no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Centro de Tratamento de Queimados do hospital municipal Pedro II.

Fonte: LANCE!

Um dos centroavantes tem 33 anos, grande experiência em torneios sul-americanos, com dois títulos de Libertadores, sendo o artilheiro em uma conquista, com oito gols marcados. O outro, tem 24 anos e nunca atuou em uma competição internacional. E é justamente o “novato” a esperança de gols do Corinthians nesta quinta-feira, diante do Racing, no duelo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana, na Arena.

Artilheiro do Timão em 2019 com cinco gols em oito partidas, Gustagol novamente será titular da equipe. Enquanto isso, o argentino Mauro Boselli fica como opção para o técnico Fábio Carille no banco de reservas.

  • Hoje é o Gustavo. Enquanto não me mostrar o contrário, o Gustavo é titular do time. O Boselli vem de um futebol com intensidade mais baixa, precisa entender isso e vai entender. Por enquanto, o centroavante é o Gustavo – justificou o treinador, há uma semana.

E Gustagol tem feito jus ao apelido. O Corinthians marcou apenas sete vezes em oito partidas nesta temporada, e o centroavante foi autor de cinco gols.

O novo status veio dois anos e meio depois de ter sido contratado pelo Corinthians. Gustagol chegou ao clube em 2016, mas não teve boas atuações e foi emprestado ao Goiás em 2017 e ao Fortaleza em 2018. No ano passado, inclusive, foi o artilheiro da temporada no Brasil, com 30 gols marcados, e retornou com moral ao Timão.

  • Já tive algumas conversas com o Gustavo, e a evolução dele de 2016 para hoje é absurda. Não sei se ele chegou muito pressionado para resolver os problemas, e quis fazer coisa que não era para fazer, queria fazer gol de qualquer jeito. Ele mesmo se pressionou, e a gente tinha de acelerar para colocá-lo em campo o quanto antes, e realmente ele não foi bem. Agora, estamos muito satisfeitos com ele – disse Carille.

Corinthians e Racing iniciam o duelo da primeira fase da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira, às 21h30, na Arena em Itaquera. O confronto de volta será realizado no dia 27, na Argentina.

Fonte: LANCE!

O elenco do São Paulo deixou o estádio do Morumbi já na madrugada de quinta-feira por uma saída alternativa. Após a eliminação da equipe para o Talleres na Pré-Libertadores, a torcida tricolor prontamente se dirigiu ao portão principal do estádio para protestar, fato que levou os atletas a voltarem para casa através de um outro acesso do Morumbi.

Apenas quatro atletas do elenco tricolor passaram pela zona mista após a partida, enquanto o restante se dirigiu à saída alternativa do estádio. Os goleiros Jean e Denis Jr, o zagueiro Arboleda e o atacante Gonzalo Carneiro foram os que escolheram deixar o estádio pela porta da frente, mas nenhum deles falou com a imprensa.

Nem mesmo Raí, diretor de futebol do São Paulo, prestou esclarecimentos depois de mais uma partida em que o time teve um desempenho bem abaixo do aceitável. Passado o empate sem gols com o Talleres, apenas o técnico André Jardine conversou com a imprensa em entrevista coletiva, admitindo estar bastante decepcionado com mais um fracasso do clube.

“Estou bastante decepcionado. É momento de todos dentro do clube reconhecerem isso. Temos a expectativa de jogar um futebol muito melhor. A responsabilidade é minha, mas não custa lembrar que a dificuldade do São Paulo em se impor contra clubes menores no Morumbi vem de bastante tempo. Imagino eu que tenho capacidade. O problema ainda existe, e precisamos resolver. O São Paulo precisa ser capaz de jogar um futebol melhor, que a torcida está acostumada”, afirmou Jardine.

Enquanto Jardine se recompunha depois de mais uma derrota à frente do São Paulo, a torcida, do lado de fora, ordenava em alto e bom som a saída do treinador e também do diretor de futebol e ídolo do clube, Raí. Apesar da forte pressão, nenhuma decisão foi tomada logo após o jogo.

“Vocês que puderam me acompanhar na base e viram meu time jogando sabem o nível de futebol que pratico e admiro. Eu ainda não consegui, a verdade é essa. Teve momentos em que eu estive satisfeito, mas no jogo de hoje fomos abaixo, e a responsabilidade é minha. Quando jogadores com a qualidade que temos não jogam bem, a responsabilidade é minha”, completou.

O São Paulo volta a trabalhar na tarde desta quinta-feira após a eliminação frustrante na segunda fase da Pré-Libertadores. Fora de qualquer torneio continental nesta temporada, o Tricolor agora volta o foco para o Campeonato Paulista, torneio pelo qual entrará em campo no próximo domingo, quando visita o Corinthians, em Itaquera, onde jamais venceu.

Fonte: Gazeta Esportiva

Ocorrência desta vez foi registrada em local utilizado pelo Bangu

Três jogadores do Bangu ficaram feridos nesta segunda-feira (11) após um incêndio atingir o alojamento em que eles descansavam, na CDA (Comissão de Desportos da Aeronáutica), localizada na zona oeste do Rio de Janeiro.

A assessoria de imprensa do clube carioca informou ao Globoesporte.com que dois dos atletas sofreram ferimentos leves e já foram liberados. O terceiro segue em observação por ter inalado fumaça – as identidades dos jogadores não foram reveladas.

As causas do incêndio estão sendo investigadas.

Fonte: Notícias ao Minuto