Category

PARAÍBA

Category

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta quarta-feira (20), em Brasília, com o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, com quem conversou sobre o pedido de empréstimo no valor de US$ 50 milhões, junto ao Banco Mundial, que serão destinados ao projeto Cooperar. O objetivo foi acelerar a votação na Comissão de Assuntos Econômicos.

O secretário da Comunicação Institucional, Luís Tôrres, e o senador Veneziano Vital acompanharam o governador na reunião. Os US$ 50 milhões do empréstimo, mais US$ 30 milhões de contrapartida, serão investidos em mais de 117 mil famílias paraibanas que trabalham com a agricultura familiar.

Na terça-feira (19), João Azevêdo manteve audiência com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que determinou o encaminhamento imediato do processo à Casa Civil do Governo Federal. O governador explicou que o Governo do Estado tem uma data-limite junto ao Banco Mundial – que é o dia 20 de março – “e, por isso, estamos trabalhando para obter esse empréstimo que fará a diferença para muita gente na Paraíba”.

Antes da reunião com o presidente do Senado, o governador João Azevêdo participou do Fórum de Governadores, quando foram discutidas as propostas do Governo Federal para a Reforma da Previdência.

Fonte: MaisPB

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta terça-feira (19), em Brasília, com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Durante a audiência, o chefe do Executivo estadual conseguiu acelerar a tramitação do pedido de empréstimo no valor de US$ 50 milhões, junto ao Banco Mundial, que serão destinados ao projeto Cooperar. A ação tem o objetivo de beneficiar mais de 117 mil famílias paraibanas que trabalham com a agricultura familiar.

O secretário Luís Tôrres (Comunicação Institucional); Adauto Fernandes (secretário executivo de Representação em Brasília); e o deputado federal Wilson Santiago acompanharam o governador na audiência.

João Azevêdo explicou que o ministro Paulo Guedes compreendeu a necessidade do cumprimento dos prazos estabelecidos para a concessão do empréstimo e determinou o encaminhamento imediato do processo à Casa Civil do Governo Federal. “O processo ainda será analisado pelo Senado Federal e nós temos uma data-limite junto ao Banco Mundial – que é o dia 20 de março – e, por isso, estamos trabalhando para obter esse empréstimo que fará a diferença para muita gente na Paraíba. São US$ 50 milhões, mais US$ 30 milhões de contrapartida – ou seja – são investimentos que chegam a mais de R$ 200 milhões para a economia do Estado. A receptividade do ministro foi muito grande e agradecemos pela presteza dele na liberação imediata do processo que pleiteamos”, ressaltou.

Nesta quarta-feira (20), o governador João Azevêdo permanece em Brasília para participar do Fórum de Governadores. Na pauta, os gestores irão discutir as propostas do Governo Federal para a Reforma da Previdência.

“Será uma reunião importante e eu espero que tenhamos frutos. Vamos colocar a preocupação dos governadores em relação ao déficit da Previdência para que a proposta apresentada possa equacionar o déficit atual e não só o futuro. Esperamos ter do Governo Federal essa visão de que é importante essa parceria no momento”, argumentou.

Fonte: MaisPB

Os proprietários de veículos de placa com final ‘2’ na Paraíba têm prazo até o dia 28 de fevereiro para efetuar o pagamento Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotore (IPVA) e evitar cobranças de juros e de multa. De acordo com a Receita, mais de 75,5 mil veículos devem pagar o emplacamento até a próxima semana.

Ainda segundo o órgão, os contribuintes têm três opções de pagamento do tributo. A primeira é a cota única com desconto de 10% à vista. A segunda opção é o pagamento em três parcelas sem desconto, sendo a primeira com vencimento no dia 28 deste mês. A terceira opção é o pagamento total do IPVA apenas no dia 30 de abril, mas sem o desconto de 10%.

Essa é também a data limite desta placa para aqueles que requereram a isenção do tributo. Agora, eles deverão realizar a comprovação dos documentos na repartição fiscal mais próxima de seu domicílio.

Os boletos do IPVA deverão ser impressos por meio da internet. A emissão está disponibilizada no portal da Secretaria de Estado da Receita, e no site Detran. O boleto poderá ser impresso em uma repartição fiscal ou então nas unidades do Detran-PB.

O pagamento pode ser feito nas agências do Banco do Brasil, no serviço de autoatendimento, ou pelo aplicativo disponível pelo Banco do Brasil para aparelhos móveis do tipo smartphone- o mobile banking .

Quem optou pelo parcelamento do IPVA dos veículos com final de placa 1, os proprietários devem pagar a 2ª parcela até o dia 28 de fevereiro.

As categorias como taxistas, portadores de deficiência (física, visual, mental ou autista), veículos cadastrados no Ministério do Turismo na qualidade de transporte turístico; motofrentistas e de motobois até 150 cc (cilindradas), de placa final 2, que requereram no ano passado a isenção do IPVA, precisam, agora, comprovar com documentação até o dia 28 de fevereiro na repartição fiscal mais próxima do domicílio para gozar do direito em 2019. Neste mesmo dia, essas categorias já podem requerer a isenção de 2020.

Contudo, esses veículos não ficarão isentos das demais taxas que envolvem o emplacamento, como seguro obrigatório (Dpvat), licenciamento do Detran-PB e a Taxa de Bombeiro.

Fonte: MaisPB

O Ministério Público do Trabalho encaminhou um pedido formal ao Procurador Geral de Justiça da Paraíba solicitando a abertura da investigação criminal dos casos de exploração sexual envolvendo padres da igreja católica da Paraíba. Novos depoimentos surgiram em janeiro de 2019 e a Justiça do Trabalho condenou a Arquidiocese da Paraíba a pagar uma indenização de R$ 12 milhões por casos de exploração sexual contra menores de idade.

O G1 entrou em contato por telefone com a Arquidiocese da Paraíba, mas as ligações não foram atendidas. Uma solicitação de nota foi enviada ao email da assessoria de imprensa e o G1 aguarda um retorno sobre um possível posicionamento.

Após a condenação, novos depoimentos sobre o caso surgiram e o Procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, entendeu que há fatos novos e, por isso, os crimes devem ser investigados.

“Independente daquelas que compareceram voluntariamente ao Ministério Público, por conta da reportagem [do Fantástico] alguns depoimentos se referem a outras vítimas, essas vítimas serão intimadas, que pode fazer referencia a outros padres, então é um outro processo investigatório. Eu acho fundamental que a questão criminal seja apurada. A punição que houve foi em face da igreja de não tomar as providências cabíveis, mas as pessoas que praticaram o ato permanecem impunes”, destacou Eduardo Varandas.

O Ministério Público Estadual arquivou a investigação criminal em novembro de 2017 e considerou que os crimes já tinham sido prescrito, ou seja, pela lei, eram antigos, e não podiam mais ser julgados. De acordo com a homologação do arquivamento, os padres e o arcebispo eram acusados de manter relações sexuais com adolescentes menores de 14 anos. Conforme a publicação, as denúncias não foram confirmadas. Segundo detalhes passados pelo MPPB, o procedimento seguia em segredo de justiça pela vítima ser menor de idade na época em que foi aberto.

Agora, com o novo pedido do Ministério Público do Trabalho, os casos de exploração sexual envolvendo esses padres, que já estão afastados, podem ser investigados novamente no âmbito criminal.

Fonte: G1PB

Choveu forte na madrugada deste sábado (16) em Sousa, São José da Lagoa Tapada, Aparecida e Nazarezinho, no Sertão do Estado.

O Canal do Estreito, que fica em Sousa, transbordou deixando algumas ruas inundadas. A água chegou a entrar em residências do município.

Apesar dos transtornos, nenhuma ocorrência grave foi registrada.

Fonte: MaisPB

O Litoral da Paraíba tem 13 praias impróprias para banho, em trechos distribuídos entre João Pessoa, Cabedelo e Pitimbu, de acordo com um relatório divulgado pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), nesta sexta-feira (15). Nos outros 43 pontos monitorados, a qualidade das águas foi classificada como excelente, muito boa ou satisfatória.

A maré amanhece baixa neste fim de semana, segundo a Marinha do Brasil, com 0,6 m às 7h34 deste sábado (16) e 0,4 m às 8h30 do domingo (17). Já durante a tarde, as águas alcançam 2,2 m às 13h53 do sábado e 2,4 m às 14h49 do domingo.

Praias impróprias para banho na Paraíba

João Pessoa

  • Praia do Bessa I, próximo ao maceió, em frente à antiga Sorveteria Friandise, na avenida Presidente Afonso Pena;
  • Praia de Manaíra, em frente à quadra de Manaíra, na avenida João Maurício, próximo às galerias pluviais ao final da avenida Senador Ruy Carneiro e à rua Elizeu Cândido Viana;
  • Praia do Cabo Branco, 100 metros à direita e à esquerda do final da rua Gregório Pessoa de Oliveira, da rua Áurea, da rotatória ao final da avenida Cabo Branco e à desembocadura de galeria pluvial;
  • Praia do Seixas, 100 m à direita e à esquerda da desembocadura da galeria pluvial, na rua dos Pescadores;
  • Praia da Penha, 100 m à direita e à esquerda da desembocadura do Rio Aratu e do Rio do Cabelo;
  • Praia de Jacarapé, no trecho 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do Rio Jacarapé;
  • Praia do Arraial, 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do Rio Cuiá;

Cabedelo

  • Praia de Camboinha, ao fim da rua Benício de Oliveira, próximo a desembocadura da galeria pluvial;
  • Praia do Poço, ao fim da rua Santa Cavalcante, próximo à desembocadura de galeria pluvial;
  • Praia de Ponta de Campina, nas proximidades da galeria de águas pluviais que desembocam no mar;

Pitimbu

  • Praia do Maceió, 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do Riacho Engenho Velho;
  • Praia de Pitimbu, nas proximidades do final da rua da Paz;
  • Praia de Acaú/Pontinha, no Rio Goiana.

Fonte: G1PB

O prefeito Elias Costa divulgou um vídeo na tarde desta sexta-feira (15/02) um comunicado informando que, a câmara municipal de Jacaraú aprovou o edital para a o concurso público.

“Quero parabenizar a todos os vereadores que aprovaram o projeto de lei que autoriza a realização do concurso público municipal. Então vocês jovens senhores e senhoras na próxima semana a prefeitura estará providenciando os trâmites legais para que possa ser publicado.”

O último concurso realizado em Jacaraú ocorreu no ano de 2008, portanto, havia uma expectativa enorme para que a prefeitura realizasse a divulgação oficial.

Mesmo antes do anúncio, a população já vem se dedicando a meses para poder fazer uma prova com qualidade.

Todavia, todos os munícipes podem aguardar e se prepararem para a homologação do certame.
Esse é mais um compromisso idealizado e concretizado pelo gestor, que tem a educação como uma das principais metas de seu governo.

Fonte: Leonardo Bezerra/Blog do João Moura

O menor preço do botijão de gás de cozinha pode ser encontrado a R$ 63, em João Pessoa. Segundo pesquisa comparativa da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), o valor foi mantido, assim como a diferença em relação ao maior valor do produto, R$ 12, para pagamento à vista. O Procon-JP levantou, ainda, os preços da água mineral, que podem ser encontrados a partir de R$ 6.

O maior valor do botijão do gás de cozinha é de R$ 75, o mesmo registrado no levantamento realizado no dia 10 de janeiro 2019. A pesquisa coletou preços em 19 locais de 15 bairros de João Pessoa.

O secretário Helton Renê orienta o consumidor a realizar consulta para encontrar o gás mais barato, considerando, inclusive, o ponto de revenda. “Como cobrimos diversos bairros, a pessoa sempre pode encontrar o produto próximo de casa ou do local de trabalho”, disse.

Os preços do botijão de 20 litros da água mineral em João Pessoa continuam o mesmo da pesquisa realizada em janeiro, com o menor preço se mantendo em R$ 6 e, o maior, em R$ 10,5. A pesquisa visitou 14 pontos de revenda do produto.

Fonte: G1PB

O aposentado que teve descontos indevidos em sua aposentadoria por causa de um empréstimo consignado no total de R$ 1.174,60 que o homem nem tinha contratado.

O Banco Mercantil foi condenado a pagar uma indenização, por danos morais, no valor de R$ 5 mil a um aposentado que teve descontos indevidos em sua aposentadoria por causa de um empréstimo consignado no total de R$ 1.174,60 que o homem nem tinha contratado.

A condenação foi dada pela Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o relator do caso foi o desembargador Saulo Benevides.

Na primeira instância, a ação foi julgada parcialmente procedente e o contrato do empréstimo foi considerado nulo. O homem recorreu ao TJPB para que ficasse declarado que ele não participou da celebração do contrato para o empréstimo. Ele pediu, também, que o banco fosse condenado a ressarcir, em dobro, os valores descontados indevidamente e que Mercantil ainda pagasse indenização por danos morais no valor de R$ 20 mil.

O relator desembargador Saulo Benevides destacou, no julgamento do processo, que como o empréstimo foi feito com uma pessoa analfabeta deveria o Banco ter tomado as devidas precauções para evitar posterior questionamento do valor ou mesmo da realização do negócio.

“Para que um negócio jurídico firmado por pessoa analfabeta tenha validade é necessário que tenha sido firmado por meio de instrumento público, o que implica na presença obrigatória das partes perante o tabelião de cartório devidamente registrado, ou ainda, por intermédio de procurador constituído, ao qual tenham sido outorgados poderes por instrumento público, o que não ocorreu”, disse o desembargador.

Segundo ele, “não há como afastar a responsabilidade do banco a quem competia diligenciar em relação à contratação efetuada, tendo passado a assumir o risco inerente as suas atividades econômicas ao permitir que terceira pessoa intermediasse na celebração de contrato de adesão com pessoa que não sabia ler nem escrever, fato este de seu pleno conhecimento, já que expressa em seu documento de identidade a informação de ser analfabeto”.

Por fim, o relator afirmou que o valor da indenização por danos morais no patamar de R$ 5 mil é insuficiente. “No caso dos autos, tem-se que a indenização por danos morais no importe de R$ 5 mil está em consonância com os parâmetros da razoabilidade e da proporcionalidade, razão pela qual deve ser este valor fixado”, arrematou o desembargador Saulo Benevides.

Fonte: Clickpb

Na tarde desta terça-feira (12), voltou para a casa do Pai o padre Celestino Grillo. Ele estava residindo na Casa de Repouso da cidade de Rodello, na Itália. O velório ocorrerá nesta quinta-feira (14) às 20h:30 na Igreja do Divino Mestre, onde exerceu a função de pároco em território italiano. O sepultamento será sexta-feira (15), às 14h:30. No dia 06 de abril o padre Celestino completaria 90 anos. “Confiamos ao Senhor o padre Celestino com a nossa oração”, escreveu o padre Antonello, responsável pelo comunicado e pelo cuidado de idosos e doentes na Instituição.

Repercussão

O bispo diocesano de Guarabira, Dom Aldemiro Sena dos Santos, recebeu com pesar a notícia e anunciou a celebração da Santa Missa na intenção do querido padre Celestino para esta quarta-feira (13), às 19h30, na Catedral Nossa Senhora da Luz.

O presidente do CDL – Conselho Diocesano de Leigos, Assis Souza, disse que a Diocese de Guarabira tem uma dívida imensa e impagável ao padre Celestino por tudo que fez e representou durante sua passagem por esta região.

O Colégio da Luz externou pesar pelo falecimento do sacerdote. Para Marcus Diogo, um dos diretores da Colégio, perdemos um grande homem, um homem de Deus.

A Irmã Neves, da Comunidade Religiosa das Irmãs de Maria Missionária, fundada pelo Pe. Celestino, disse que o céu ganhou um homem que viveu a vocação da santidade.

Trajetória

Com informações do Pe. João Bosco – Nasceu na Itália no dia 6 de abril de 1929. Foi ordenado em 21 de setembro de 1952 na Diocese Alba Itália. Chegou ao Brasil em 1966, em Teófilo Otoni. Faleceu na Itália, no dia 12 de fevereiro deste ano (2019).

Padre Celestino Grillo que por longos anos, vindo da Diocese de Teófilo Otoni, Minas Gerais, trabalhou em Guarabira, quando a mesma ainda não era diocese.

Foi nomeado por Dom José Maria Pires como vigário cooperador de Guarabira, aos 31 de dezembro de 1978, tendo trabalhado por várias paróquias, a saber: Guarabira, Pirpirituba, Belém, Cacimba de Dentro, Bananeiras, etc. A igreja matriz de Belém é uma construção idealizada por ele uma vez que as missas de domingo à noite eram sempre campais com uma multidão presente.

A paróquia de Belém ainda hoje mantém um grupo que trabalha em mutirão criado quando o padre Celestino esteve pároco daquela cidade.

A contribuição do padre Celestino, como muitas pessoas ainda se recordam foi de grande relevância, em um momento, no qual, a nossa Igreja do brejo não tinha padres para o trabalho pastoral e missionário.

A juventude foi muito assistida com encontros de formação, realizados no Centro de Treinamento Paulo VI, em Guarabira. Os encontros aconteciam em três etapas formativas. Para enfatizar as etapas, eram chamadas de JUCA, JUQUINHA E JUCÃO. Coisas muito próprias dele.

As famílias também foram bastantes assistidas, como Pastoral Familiar, que consistia também em encontros de formação em três etapas: Os homens, as mulheres e o casal.

As Escolas da Fé faziam parte de suas preocupações. Escreveu livros para que pudessem ser trabalhados na formação das escolas da fé. Na Itália, nos últimos anos de sua vida, mantinha a mesma preocupação e continuou escrevendo para essa finalidade. Ainda na ótica da formação, aos animadores das comunidades foram muito acompanhados. Em Guarabira, reunia animadores de Guarabira, Araçagi, Mari, Piloeszinhos, Alagoinha, etc. Trabalho realizado com o Padre Luiz Pescarmona.

A formação para a vida presbiteral iniciou com suas preocupações, uma vez que a diocese ainda não estava criada. Os primeiros padres aqui ordenados foram por ele apoiados e acompanhados.

Foi nomeado por Dom Marcelo Pinto Carvalheira como vigário geral, conforme registro na Cúria Diocesana no em 2 de fevereiro de 1984, tendo retornando para a Diocese de Teófilo Otoni, MG, no dia 5 de agosto de 1991.

A sua convivência entre nós foi de uma vida marcada pela simplicidade e pela doação. Duas grandes preocupações faziam parte de sua vida: A Eucaristia e a meditação da Palavra de Deus.

Na Igreja, onde ele estivesse presente, estava na Igreja, diante do Santíssimo Sacramento fazendo a meditação da Palavra de Deus.

Era muito querido por onde passava por causa do seu estilo simples, acolhedor, sobretudo no sacramento da reconciliação. Suas homilias eram simples, curtas e com palavras muito compreensíveis.

A Diocese de Guarabira, agradece a Deus a oportunidade de ter recebido o padre Celestino como um grande missionário enviado pela Diocese de Alba, Itália.

Pascom – Pastoral da Comunicação