Na manhã deste sábado, um grupo de torcedores do Fluminense invadiu o Centro de Treinamento do clube para protestar e cobrar jogadores. Um dos muros de metal que cercam o terreno foi derrubado.

O elenco tricolor estava iniciando os trabalhos na academia quando foram cercados pelos torcedores. Seguranças do clube não demoraram para chegar no local, mas os atletas aceitaram ouvir as cobranças da torcida.

Com um clima hostil, os tricolores cobraram comprometimento sobretudo depois da demissão do técnico Oswaldo de Oliveira, e ainda ameaçaram fiscalizar os jogadores durante a noite. Apesar do tom das cobranças, não houve agressão física.

Depois de cerca de 10 minutos, os torcedores deixaram o CT de forma espontânea, e do lado de fora, foi possível observar uma faixa com cobranças ao presidente Mário Bittencourt e ao vice Celso Barros.

Neste domingo, o Fluminense recebe o Grêmio no Maracanã, em partida válida pela 22° rodada do Campeonato Brasileiro. Com 19 pontos, a equipe ocupa a 16° posição na tabela.

Fonte: Gazeta Esportiva