Category

PARAÍBA

Category

Os aprovados no concurso público para o cargo de Professor de Educação Básica 3 da Rede Estadual de Ensino da Paraíba, foram empossados nesta segunda-feira (20), após nomeações publicadas no Diário Oficial do Estado de sábado (18). A posse aconteceu no Espaço Cultural José Lins do Rêgo. Foram empossados mil professores aprovados no concurso.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, os convocados poderão tomar posse de 20 a 24 de janeiro, no Espaço Cultural, com a apresentação dos documentos listados no edital. Após esse período, a posse será no Centro Administrativo Estadual, bloco III, no 3º andar, no prazo de até 30 dias a partir da publicação do ato de nomeação.

De acordo com o governador João Azevêdo (sem partido), a posse dos professor é “uma forma de qualificar, de melhorar toda área de pedagógica das escolas”. Segundo o secretário de educação, Cláudio Furtado, o Estado ainda tem um deficit de, aproximadamente, 4 mil professores.

Os professores empossados iniciarão as atividades no dia 10 de fevereiro, início do ano letivo na Rede Estadual de Educação. As vagas contemplam as 14 Gerências Regionais de Educação em 13 disciplinas (artes, biologia, educação física, física, geografia, história, língua inglesa, língua espanhola, língua portuguesa, matemática, sociologia, filosofia e química).

Os professores serão encaminhados para escolas de acordo com a necessidade de cada gerência regional e de cada escola.

Os profissionais nomeados poderão fazer download de normativas que especificam os principais direitos e deveres dos professores da rede pública estadual, no site da secretaria de educação, como: Estatuto do Servidor Público Estadual da Paraíba, Plano de Cargo e Carreira e Remuneração do Magistério Estadual.

Fonte: G1 PB

Foto: TV Cabo Branco

O governador João Azevêdo (sem partido) anunciou, na manhã desta segunda-feira (20), reajuste linear de 5% para servidores estaduais. A medida foi anunciada dois dias após policiais civis e militares anunciarem a possibilidade de uma greve geral por falta de reajuste.

Segundo o gestor, a equipe econômica da buscará uma solução ainda nesta semana para tentar evitar a paralisação.

“Depois de muitos anos o governador recebeu as 14 categorias no Palácio, como eu recebi e começamos a discutir cada item. Sentamos na mesa e estamos discutindo. Existe a intenção do Governo de estabelecer o percentual de aumento e é importante dizer que a Paraíba é o único estado que fará isso para todas as categorias. Nós vamos trabalhar para isso. A equipe econômica está estudando e eu quero definir se o aumento será em duas parcelas ou uma parcela única a partir de janeiro”, disse.

Na última sexta-feira (17) o Fórum de Segurança esteve reunido com os secretários de Planejamento, Gilmar Martins, e da Fazenda, Marialvo Laurenao, para discutir aumento salarial. O governo apresentou a proposta de aumentar os salários, em 5%, neste ano, porém de forma linear. Ou seja, em janeiro seriam acrescentados 3% nos provimento e os outros 2% em julho. A categoria, porém, não aceitou e marcou uma assembleia geral para fevereiro já com o indictivo de greve geral.

Aumento para professores 

Durante a solenidade de posse dos mil novos professores concursados, que aconteceu hoje no Espaço Cultural, o governador João Azevêdo anunciou que o Estado vai implantar o novo piso salarial do magistério, como anunciado pelo Governo Federal.

“Toda expectativa era de que o Estado fosse judicializar. Alguns estados estão entrando na justiça para não garantir os 12,84%, diferente da Paraíba. Aqui nós já nos comprometemos com o sindicato que vamos cumprir o percentual que foi definido”, disse o gestor.

Fonte: Mais PB

Foto: Mais PB

Prefeitos de 146 municípios paraibanos aderiram ao projeto ‘Fim dos Lixões’, que vem sendo implementado há pouco mais de um ano pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), e assinaram um acordo comprometendo-se a dar o destino adequado aos resíduos sólidos e a recuperar as áreas degradadas pelo depósito de dejetos a céu aberto.

O último acordo de 2019 foi assinado no dia 19 de dezembro, pelo prefeito de Juazerinho, Bevilacqua Matias Maracajá, no gabinete do 2° subprocurador-geral de Justiça, Alvaro Gadelha, que representou o procurador-geral de Justiça Francisco Seráphico.

O gestor municipal se comprometeu a encontrar a solução técnica mais viável para o destino adequado dos resíduos sólidos e a acabar com o lixão de suas cidades até 1° de dezembro de 2020. Já o prazo para adotar as medidas necessárias e recuperar as áreas degradadas pelo lixão é de cinco anos.

Projeto Fim dos Lixões

O acordo de não-persecução penal e o Termo de Ajustamento da Conduta (TAC), integram o projeto ‘Fim dos Lixões’, idealizado pela Procuradoria-Geral de Justiça, pela Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e Improbidade (Ccrimp) e Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente. O projeto tem o apoio do Ministério Público Federal, da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) e Ibama.

A iniciativa começou a ser implementada em 2018, nas regiões de João Pessoa e Guarabira, onde 68 gestores (sendo 18 deles de municípios da região de João Pessoa e 50, da região de Guarabira) e se comprometeram a extinguir seus lixões no prazo de um ano (a contar da data da assinatura do acordo de não-persecução penal) e a recuperar as áreas degradadas no prazo de cinco anos.

“Temos conseguido resultados positivos. Municípios como São Sebastião de Umbuzeiro, Cubati, Prata e recentemente Sapé passaram a dar a destinação adequada aos seus resíduos. Claro que existe uma etapa posterior, que é reparar a área degradada, onde funcionava os antigos lixões. Mas, nós não estamos assinando apenas acordos com os prefeitos; estamos colocando a estrutura do Ministério Público à disposição, a partir do envolvimento com todos os órgãos – Ministério Público Federal, Ibama, Sudema, Famup –, para apoiar os prefeitos na solução a esse grave problema social e ambiental”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico.

Do Litoral ao Sertão

Em novembro deste ano, o projeto foi apresentado aos prefeitos dos demais municípios do Estado. Isso porque, de acordo com levantamento da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), 125 cidades das regiões de Campina Grande, Patos e Sousa não dão o destino adequado aos resíduos sólidos.

Desde então, 78 prefeitos dessas regiões já assinaram o acordo e o TAC e se comprometeram a fechar os lixões até 1° de dezembro de 2020. Outros gestores apontados no diagnóstico da Sudema têm comparecido ao MPPB para comprovar que já se adequaram à lei, como é o caso dos municípios de Aguiar, Boa Vista, Massaranduba, Montadas, Riachão do Bacamarte, Serra Redonda, Várzea e São Francisco.

Assinaram o acordo pelo fim dos lixões

18 municípios da região de JP;
50 municípios da região de Guarabira;
21 municípios da região de CG;
39 municípios da região de Patos;
18 municípios da região de Sousa.

Municípios que assinaram o acordo:

Alhandra, Baía da Traição, Caaporã, Capim, Cruz do Espírito Santo, Cuité de Mamanguape, Curral de Cima, Itapororoca, Jacaraú, Lagoa de Dentro, Lucena, Mamanguape, Marcação, Mataraca, Pedras de Fogo, Pedro Régis, Pitimbu, Rio Tinto, Alagoinha, Algodão de Jandaíra, Araçagi, Arara, Araruna, Bananeiras, Baraúna, Barra de Santa Rosa, Belém, Borborema, Cacimba de Dentro, Caiçara, Caldas Brandão, Casserengue, Cuité, Cuitegi, Damião, Dona Inês, Duas Estradas, Frei Martinho, Guarabira, Gurinhém, Itabaiana, Juripiranga, Logradouro, Mari, Mogeiro, Mulungu, Nova Floresta, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, Picuí, Pilar, Pilões, Pilõezinhos, Pirpirituba, Remígio, Riachão, Riachão do Poço, Salgado de São Félix, São José dos Ramos, São Miguel de Taipu, Sapé, Serra da Raiz, Serraria, Sertãozinho, Sobrado, Solânea, Sossego, Tacima, Amparo, Areial, Assunção, Barra de São Miguel, Cabaceiras, Caraúbas, Esperança, Ingá, Juazeirinho, Monteiro, Natuba, Olivedos
Ouro Velho, Salgadinho, São Domingos do Cariri, São João do Tigre, São Sebastião de Lagoa de Roça, Soledade, Taperoá, Tenório, Umbuzeiro, Água Branca, Areia de Baraúna, Brejo do Cruz, Brejo dos Santos, Cacimba de Areia, Cacimbas, Cajazeirinhas, Catolé do Rocha, Coremas, Desterro, Emas, Imaculada, Jericó, Junco do Seridó, Juru, Lagoa, Mãe D’Água, Malta, Matureia, Nova Olinda, Passagem, Patos, Paulista, Pombal, Princesa Isabel, Quixaba, Riacho dos Cavalos, Santa Luzia, Santa Terezinha, São Bentinho, São Bento, São Domingos de Pombal, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Brejo do Cruz, São José do Sabugi, Tavares, Teixeira, Vista Serrana, Aparecida, Bernadino Batista, Cachoeira dos Índios, Cajazeiras, Carrapateira, Joca Claudino, Marizópolis, Monte Horebe, Nazarezinho, Poço Dantas, Poço de José de Moura, Santa Cruz, Santa Helena, São João do, Rio do Peixe, São José de Piranhas, Triunfo, Uiraúna e Vieirópolis.

Fonte: Portal Correio

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O Diário Oficial deste sábado (18) trouxe a nomeação dos mil candidatos aprovados no último concurso público para área de Educação. A posse desses profissionais será na segunda-feira (20) durante solenidade presidida pelo governador João Azevêdo na Praça do Povo, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, às 10h.

De acordo com a portaria, a convocação é dos professores aprovados no concurso público realizado em julho de 2019, homologado por meio da Portaria nº 584/GS/SEAD, publicada no Diário Oficial do Estado, edição do dia 28 de novembro de 2019. Foram aprovados mil novos profissionais para atuar na educação básica da rede estadual de ensino.

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia informa que os convocados poderão tomar posse de 20 a 24 de janeiro, no Espaço Cultural, ocasião na qual deverão apresentar os documentos listados no edital. Após esse período, a posse será no Centro Administrativo Estadual, Bloco III, no 3º andar, no prazo de até 30 dias a partir da publicação do ato de nomeação.

Os professores empossados iniciarão as atividades no dia 10 de fevereiro, início do ano letivo na Rede Estadual de Educação. As vagas contemplam as 14 Gerências Regionais de Educação em12 disciplinas (Artes, Biologia, Educação Física, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Espanhola, Língua Portuguesa, Matemática, Sociologia, Filosofia e Química).

Por meio do endereço eletrônico http://www.sec.pb.gov.br/intranet/, os profissionais nomeados poderão fazer download de normativas que especificam os principais direitos e deveres dos professores da rede pública estadual, como: Estatuto do Servidor Público Estadual da Paraíba, Plano de Cargo e Carreira e Remuneração do Magistério Estadual.

Fonte: Paraíba.com.br

Foto: Cláudio Costa/ Paraíba.com.br

Os casos prováveis de dengue na Paraíba subiram 73,08% em 2019, conforme boletim das arboviroses divulgado nesta sexta-feira (17) pela Secretaria de Saúde do Estado (SES), em comparação com os dados de 2018. O documento aponta ainda alta de 50,75% nos casos suspeitos de chikungunya (50,75%) e 10,75% nos casos prováveis de zika. Os casos de óbitos por dengue tiveram redução de 43%.

Foram registrados 18.700 casos prováveis de dengue, enquanto que em 2018 foram 10.804 casos suspeitos. Referentes à chikungunya, foram notificados 1.497 casos prováveis, o que corresponde a um aumento de 50,75% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram notificados 993 casos prováveis. Já para a doença aguda pelo vírus zika foram notificados 443 casos prováveis, o que representa um aumento de 10,75% em relação a 2018, quando foram registrados 400 casos prováveis.

“Importante enfatizar que observamos um pico de casos no primeiro trimestre do ano, seguido de redução em junho, quando, historicamente, a sazonalidade se faz presente. Por isso, a vigilância e combate aos criadouros de Aedes devem estar presentes o ano inteiro, redobrando, principalmente, de março a junho”, alertou a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares.

A predominância de casos notificados de arboviroses concentra-se na 1ª (Lucena, João Pessoa e Caaporã), 3ª (Esperança, Areia e Alagoa Nova) e 11ª Regiões de Saúde (Princesa Isabel, São José de Princesa e Juru). Entretanto, o município com maior incidência para arboviroses é Teixeira, que fica na 6ª Região de Saúde.

A SES lembra que os focos do mosquito, na grande maioria, são encontrados dentro de casa, quintais e jardins. “É essencial que as famílias não esqueçam de que o dever de casa no combate ao mosquito é permanente. Pelo menos uma vez por semana, deve ser feita uma faxina para eliminar copos descartáveis, tampas de refrigerantes ou outras garrafas, e, em especial, lavar bem a caixa d’água e depois vedar. Não deixar água acumulada em pneus, calhas e vasos; adicionar cloro à água da piscina; deixar garrafas cobertas ou de cabeça para baixo são algumas medidas que podem fazer toda a diferença para impedir o registro de mais casos da doença, além de receber em domicílio o técnico de saúde devidamente credenciado, para que as visitas de rotina sirvam como vigilância”, orientou Talita Tavares.

Mortes por dengue

Em 2019, foram registrados 57 óbitos suspeitos de arboviroses, sendo nove confirmados para dengue (Bayeux (1), Santa Rita (1), Solânea (1), Araruna (1), Cachoeira dos Índios (1), Soledade (1), Conde (1) e João Pessoa (2), três confirmados para zika (João Pessoa (02) e Junco do Seridó (01), e um óbito confirmado para chikungunya, no município de Fagundes. Foram descartados 43 óbitos suspeitos e um óbito continua em investigação.

“No ano de 2018 foram confirmados 16 casos de óbitos por dengue, três por zika e três por chikungunya, ou seja, mesmo com maior ocorrência de casos no ano de 2019, a detecção precoce dos casos e manejo correto conseguiu reduzir o número de óbitos ocorridos quando comparado com ano anterior. Redução de 43% para óbitos de dengue e redução de 33% para óbitos de chikungunya”, declarou Talita Tavares.

Os óbitos suspeitos são de notificação imediata, no período de 24 horas, de acordo com a Portaria Consolidada Nº 04, de 28 de setembro de 2017.

Fonte: Portal Correio

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) colocou 113 municípios paraibanos em alerta para risco de baixa umidade nesta sexta-feira (17). O aviso foi divulgado às 10h30 e é válido até as 18h. Conforme o alerta, a umidade relativa do ar deve variar entre 20% e 30%, bem abaixo do considerado ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Existe risco de danos à saúde e incêndios florestais.

O Inmet orienta que moradores das localidades afetadas bebam bastante líquido e evitem desgaste físico em horas mais secas, assim como exposição ao sol das horas mais quentes do dia. Em caso de dúvidas ou emergências, podem ser consultadas a Defesa Civil (telefone 199) ou o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Municípios em alerta para baixa umidade

  1. Água Branca
  2. Aguiar
  3. Amparo
  4. Aparecida
  5. Areia De Baraúnas
  6. Assunção
  7. Belém Do Brejo Do Cruz
  8. Bernardino Batista
  9. Boa Ventura
  10. Bom Jesus
  11. Bom Sucesso
  12. Bonito De Santa Fé
  13. Brejo Do Cruz
  14. Brejo Dos Santos
  15. Cachoeira Dos Índios
  16. Cacimba De Areia
  17. Cacimbas
  18. Cajazeiras
  19. Cajazeirinhas
  20. Camalaú
  21. Carrapateira
  22. Catingueira
  23. Catolé Do Rocha
  24. Conceição
  25. Condado
  26. Congo
  27. Coremas
  28. Coxixola
  29. Curral Velho
  30. Desterro
  31. Diamante
  32. Emas
  33. Gurjão
  34. Ibiara
  35. Igaracy
  36. Imaculada
  37. Itaporanga
  38. Jericó
  39. Joca Claudino
  40. Juazeirinho
  41. Junco Do Seridó
  42. Juru
  43. Lagoa
  44. Lastro
  45. Livramento
  46. Malta
  47. Manaíra
  48. Marizópolis
  49. Mato Grosso
  50. Maturéia
  51. Monte Horebe
  52. Monteiro
  53. Mãe D’Água
  54. Nazarezinho
  55. Nova Olinda
  56. Nova Palmeira
  57. Olho D’Água
  58. Ouro Velho
  59. Parari
  60. Passagem
  61. Patos
  62. Paulista
  63. Pedra Branca
  64. Pedra Lavrada
  65. Piancó
  66. Pombal
  67. Poço Dantas
  68. Poço De José De Moura
  69. Prata
  70. Princesa Isabel
  71. Quixabá
  72. Riacho Dos Cavalos
  73. Salgadinho
  74. Santa Cruz
  75. Santa Helena
  76. Santa Inês
  77. Santa Luzia
  78. Santa Teresinha
  79. Santana De Mangueira
  80. Santana Dos Garrotes
  81. Santo André
  82. Serra Branca
  83. Serra Grande
  84. Soledade
  85. Sousa
  86. Sumé
  87. São Bentinho
  88. São Bento
  89. São Domingos
  90. São Francisco
  91. São José Da Lagoa Tapada
  92. São José De Caiana
  93. São José De Espinharas
  94. São José De Piranhas
  95. São José De Princesa
  96. São José Do Bonfim
  97. São José Do Brejo Do Cruz
  98. São José Do Sabugi
  99. São José Dos Cordeiros
  100. São João Do Cariri
  101. São João Do Rio Do Peixe
  102. São Mamede
  103. São Vicente Do Seridó
  104. Taperoá
  105. Tavares
  106. Teixeira
  107. Tenório
  108. Triunfo
  109. Uiraúna
  110. Vieirópolis
  111. Vista Serrana
  112. Várzea
  113. Zabelê

Fonte: Portal Correio

Uma ampla investigação foi iniciada pela Secretaria de Educação da Paraíba para apurar uma série de denúncias sobre irregularidades cometidas em escolas da rede estadual de ensino. Os casos vão desde problemas de licitação no fornecimento de merenda para as escolas, passando por brigas, condutas inapropriadas de professores e servidores, abandono de cargo e furto de equipamentos de cozinha e de informática.

As aberturas dos processos estão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (16). Ao todo, são 14 portarias, cada uma abrindo um Processo Administrativo Disciplinar diferente, mas todos serão realizados pela Comissão Permanente de Inquérito (CPI) da pasta da Educação.

Toda a investigação, portanto, vai ser realizada pelos servidores Cláudio Roberto Tolêdo de Santana, Keyciane Pereira Melo Santos e Ana Renalle Dias Cabral, conforme indicações contidas nas respectivas portarias.

As irregularidades se referem a municípios de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Mamanguape, Congo, Massaranduba, Cabedelo, Bayeux e Nova Olinda.

Os casos mais emblemáticos são as suspeitas de irregularidades no processo de licitação para fornecimento de frango e bolos da merenda de várias escolas, que acabou vencida pela Cooperativa de Empreendedores Rurais da Paraíba. Destaque também para os casos de furtos, registrados em Massaranduba e em Bayeux.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação, as investigações não têm relações entre si e são frutos de denúncias realizadas por diferentes autores, tais como gestores, professores, gerentes regionais, ouvidoria, Ministério Público da Paraíba e público em geral.

Agora, ainda de acordo com a assessoria, os processos investigatórios seguirão seus cursos, passando por instrução, investigação, apuração e conclusão.

Por se tratar de denúncias cuja veracidade ainda vão ser investigadas, a Secretaria de Educação informou que não comentará os casos, pois não há informações adicionais a serem repassadas.

Fonte: G1 PB

Foto: Arthur Menicucci/G1

Nesta sexta-feira (17), a coordenadora da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça da Paraíba, juíza Graziela Queiroga, ao lado de representantes das instituições que compõem a Rede Estadual de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência da Paraíba (Reamcav), participará de reunião para buscar parceiros da segunda edição da Campanha ‘Meu corpo não é sua folia’. O encontro será realizado a partir das 9h30, no escritório da Rede Nord Administração de Hoteis e Flats.

A iniciativa, que utiliza o período dos festejos de carnaval para conscientizar a população paraibana acerca dos crimes de importunação sexual (Lei nº 13.718/18), será lançada oficialmente no dia 5 de fevereiro, na sede da PBTur, às 9h. Os encaminhamentos foram discutidos durante reunião ocorrida na última segunda-feira (13), no Ministério Público da Paraíba, junto a representantes de órgãos como MPPB, Patrulha Maria da Penha, Defensoria Pública, Polícia Civil, Secretaria de Estado da Mulher e Diversidade Humana e Prefeitura de João Pessoa, além da deputada estadual Camila Toscano.

De acordo com a juíza Graziela Queiroga, o encontro terá a finalidade de buscar patrocínio para as ações da Campanha. “A Rede Nord nos apoiou no ano passado, especialmente no Bloco Vumbora, puxado pelo cantor Bell Marques. A parceria foi muito importante porque é um dos maiores blocos de arrasto da atualidade e que atrai muita gente. Queremos esta parceria novamente, assim como a dos demais blocos, para conscientizar cada vez mais pessoas. Visamos um carnaval de respeito, com muita folia e brincadeira, mas sem esquecer do respeito à mulher e ao desejo de cada um”, destacou.

Além disso, ficou definida a participação da Rede de Atenção à Mulher na Festa da Luz, em Guarabira, no dia 29 de janeiro. A Campanha, cuja primeira edição aconteceu em 2019, tem por objetivo prevenir e incentivar a denúncia de crimes de importunação sexual e violência doméstica durante o Folia de Rua, em João Pessoa, e o Carnaval em todo o Estado. Outro propósito da iniciativa é divulgar o trabalho da Rede, assim como o serviço prestado pelas delegacias de Polícia Civil no enfrentamento aos crimes de importunação sexual e violência doméstica.

Fonte: PB Vale

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (16), a convocação por parte do Governo do Estado, de 432 aprovados no Exame Intelectual do Concurso Público para o Curso de Formação de Soldados PM/BM/2018, aplicado pelo IBFC.

A convocação acontece após o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, autorizar o funcionamento do Curso de Formação de Soldados (CFSd) PM/18, conforme portaria publicada também no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (16). Os aprovados passam a integrar o quadro efetivo da Corporação, na condição de alunos soldados.

Veja a partir da página 4

Fonte: PB Agora

Quatro hospitais da Paraíba foram desabilitados do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde – SIH/SUS, como Hospitais Amigos da Criança, e deixarão de receber a transferência de recursos federais para as ações e os serviços de saúde.

A medida foi tomada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, e descredencia os seguintes estabelecimentos:

– Hospital Distrital Deputado Manoel Gonçalves de Abrantes – Sousa (PB)
– Hospital e Maternidade Nossa Senhora do Carmo – Lastro (PB)
– Unidade Mista de Saúde João Moisés de Sousa – Nova Olinda (PB)
– Casa de Saúde e Maternidade Nossa Senhora da Luz – Guarabira (PB)

Sobre o Hospital Distrital Deputado Manoel Gonçalves de Abrantes, o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, alegou ao Portal MaisPB, que a unidade recebeu a estrutura da pediatria infantil de Sousa em virtude da precariedade do local, o que levou a perda do selo Amigos da Criança.

Segundo Medeiros, uma nova inspeção federal será realizada em fevereiro e a unidade pode ser recredenciada.

A reportagem não conseguiu contato com as demais unidades.

Fonte: Mais PB