Category

ESPORTES

Category

A Agência Mundial Antidoping (Wada) excluiu a Rússia das principais competições esportivas mundiais nos próximos quatro anos por ter fraudado exames antidoping. De acordo com decisão unânime do comitê executivo da agência, anunciada na manhã de hoje (9), em Lausanne (Suiça), a Rússia ficará fora da Olimpíada de Tóquio (Japão), em 2020, e dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pequim (China), em 2022. Quanto à Copa do Mundo de Futebol Masculino, no Catar, em 2022, a FIFA ainda não confirmou se o veto da Wada se estenderá à participação da Rússia no Mundial.

De acordo com a Wada, a Rússia cometeu uma série de violações como manipulação de dados laboratoriais sem autorização, a inclusão de mostras falsas nos testes, e a destruição de arquivos conclusivos a possíveis casos de dopagem. A decisão da Wada também impede que o país organize competições em seu território nos próximos quatro anos, com exceção da Eurocopa 2020: a cidade de São Petersburgo está mantida com uma das 12 sedes.

A Rússia ainda pode recorrer da decisão no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) nos próximos 21 dias. Os atletas do país que não estão envolvidos nos casos de doping poderão competir sob bandeira neutra.

Considerada uma das maiores potências no esporte olímpico, a Rússia mergulhou em escândalos envolvendo casos de doping em 2015, quando a Wada concluiu um relatório de 323 páginas que identificava um sistema de dopagem envolvendo atletas, técnicos, dirigentes da federação russa, oficiais de controle antidoping, integrantes do governo russo e membros da Federação Internacional de Atletismo (IAFF). Em 2016, o Comitê Olímpico Internacional (COI) excluiu o país da Rio 2016 e dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, mas delegou às federações nacionais a decisão de executar a suspensão. Foi o caso da Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf), cujo conselho baniu os atletas russos de participarem dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Fonte: Agência Brasil

A Federação Paraibana de Futebol divulgou, nesta quarta-feira (20), a tabela básica do Campeonato Paraibano 2020 da 1ª Divisão. O Estadual vai começar no dia 19 de janeiro e terminar no dia 26 de abril. Serão pouco mais de três meses de disputa para chegar ao principal título do estado.

Atual campeão paraibano, o Botafogo-PB vai estrear no Estadual de 2020 enfrentando o São Paulo Crystal, que alcançou o a acesso à elite do futebol da Paraíba este ano, após sagra-se vice-campeão da Segundona.

Confira abaixo as datas e os confrontos do Campeonato Paraibano 2020.

1ª RODADA

19/01 | 16h | Botafogo-PB x São Paulo Crystal

19/01 | 16h | Campinense x Sport-PB

19/01 | 17h | Sousa x Perilima

19/01 | 17h | Atlético-PB x Nacional de Patos

20/01 | 20h15 | Treze x CSP

2ª RODADA

25/01 | São Paulo Crystal x Treze

25/01 | Sport-PB x Sousa

26/01 | Perilima x Campinense

26/01 | CSP x Atlético-PB

29/01 | Nacional de Patos x Botafogo-PB

3ª RODADA

A definir | Campinense x Botafogo-PB

01/02 | CSP X Perilima

02/02 | Sousa x Treze

02/02 | São Paulo Crystal x Atlético-PB

02/02 | Nacional de Patos x Sport-PB

4ª RODADA

A definir | Botafogo-PB x Sousa

08/02 | Perilima x São Paulo Crystal

09/02 | Atlético-PB x Campinense

09/02 | Treze x Treze x Nacional de Patos

10/02 | Sport-PB x CSP

5ª RODADA

15/02 | Nacional de Patos x Perilima

16/02 | CSP x Botafogo-PB

16/02 | Campinense x Treze

16/02 | Atlético-PB x Sousa

16/02 | São Paulo Crystal x Sport-PB

6ª RODADA

29/02 | Perilima x Sousa

01/03 | São Paulo Crystal x Botafogo-PB

01/03 | Sport-PB x Campinense

01/03 | CSP x Treze

01/03 | Nacional de Patos x Atlético-PB

7ª RODADA

04/03 | Botafogo-PB x Nacional de Patos

07/03 | Campinense x Perilima

08/03 | Treze x São Paulo Crystal

08/03 | Sousa x Sport-PB

08/03 | Atlético-PB x CSP

8ª RODADA

11/03 | Botafogo-PB x Campinense

14/03 | Sport-PB x Nacional de Patos

15/03 | Treze x Sousa

15/03 | Atlético-PB x São Paulo Crystal

16/03 | Perilima x CSP

9ª RODADA

18/03 | Sousa x Botafogo-PB

21/03 | CSP x Sport-PB

22/03 | Campinense x Atlético-PB

22/03 | Nacional de Patos x Treze

22/03 | São Paulo Crystal x Perilima

10ª RODADA

28/03 | Perilima x Nacional de Patos

28/03 | Sport-PB x São Paulo Crystal

29/03 | Botafogo-PB x CSP

29/03 | Treze x Campinense

29/03 | Sousa x Atlético-PB

SEMIFINAIS

05/04 | 2º Grupo A x 1º Grupo A

05/04 | 2° Grupo B x 1º Grupo B

12/04 | 1º Grupo A x 2º Grupo A

12/04 | 1° Grupo B x 2° Grupo B

FINAIS

19/04 | Vencedor Semifinal 1 x Vencedor Semifinal 2

26/04 | Vencedor Semifinal 2 x Vencedor Semifinal 1

Fonte: Paraíba Já

Em jogo de oito gols, Flamengo Vasco empataram por 4 a 4, nesta quarta-feira, no Maracanã, em jogo antecipado da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 78 pontos, mas não podem conquistar o título antecipado no fim de semana. Já os cruzmaltinos, com 43, seguem com o sonho de chegar na zona de classificação da Libertadores.

O clássico começou logo com um gol do Flamengo, marcado por Éverton Ribeiro. Só que o Vasco virou ainda na etapa inicial, com gols de Marrony e Yago Pikachu. Antes do intervalo, os rubro-negros ainda empataram após gol contra de Danilo Barcelos.

No segundo tempo, o Vasco marcou o terceiro, com Marcos Júnior. Desta vez, foi o Flamengo que virou, com dois gols de Bruno Henrique. Só que nos acréscimos, Ribamar marcou o quarto dos cruzmaltinos e decretou a igualdade no Maracanã.

Na próxima rodada, o Flamengo vai até Porto Alegre para enfrentar o Grêmio, no domingo. O Vasco só volta a campo na segunda-feira, quando recebe o Goiás, em São Januário.

O Jogo – O Flamengo começou com tudo e abriu o placar no primeiro minuto do clássico. Reinier fez boa jogada individual e tocou para a área, Gabigol escorou e Everton Ribeiro mandou para a rede.

Com dois minutos, os rubro-negros quase marcaram o segundo, com Gabigol, mas o atacante chutou em cima de Fernando Miguel. O Vasco não se intimidou e criou sua primeira boa chance aos seis, em cabeceio de Marrony.

A partir dai, os cruzmaltinos melhoraram a marcação e passaram a ter as melhores chances de gol. Guarín e Rossi assustaram, mas finalizaram para fora. O zagueiro Rodrigo Caio ainda quase marcou contra. O Flamengo seguia em busca do ataque, mas pecava nos passes no setor ofensivo.

De tanto insistir, o Vasco chegou ao empate aos 34 minutos. Em avanço rápido, Rossi cruzou, Raul escorou de cabeça para Marrony mandar para a rede.

O revés foi sentido pelos rubro-negros, que viram o Vasco virar aos 36 minutos. Yago Pikachu fez linda jogada e foi derrubado na área por Rodrigo Caio. O árbitro marcou pênalti, convertido pelo lateral direito.

Nos minutos finais, o Flamengo pressionou e conseguiu o empate já nos acréscimos. Gabigol cobrou falta para o lado para Rafinha. O lateral cruzou rasteiro, Danilo Barcelos tentou o corte e colocou para a própria rede para deixar tudo igual no intervalo.

No segundo tempo, o Flamengo voltou pressionando o Vasco, mas viu os cruzmaltinos chegarem ao gol aos seis minutos. Rossi cruzou rasteiro para a área para Marcos Júnior, livre, apenas tocar para a rede.

O gol não mudou a postura do Flamengo, que seguiu tendo mais posse de bola, mas pouco incomodava o Vasco. No entanto, os rubro-negros chegaram ao empate aos 19 minutos. Em contra-ataque rápido, Bruno Henrique tabelou com Arrascaeta e chutou para a rede.

O empate deu ânimo aos flamenguistas, que aumentaram a pressão em busca do gol. A virada quase aconteceu aos 24 minutos. Filipe Luís cruzou, mas Gabigol não conseguiu a finalização. A bola chegou em Bruno Henrique, que chutou sobre o travessão. Só que aos 35, o Flamengo virou no Maracanã. Após cruzamento, a bola chegou em Bruno Henrique, que chutou de primeira para a rede.

Nos minutos finais, o clássico voltou a ter emoção quando o Ribamar foi lançado na área e chutou para grande defesa de Diego Alves. Só que nos acréscimos, o mesmo Ribamar marcou o quarto do Vasco para decretar o empate no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 4 X 4 VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de novembro de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-SP)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
Cartões amarelos: Gabigol, Rafinha, Filipe Luís, Gerson, Bruno Henrique e Willian Arão (Flamengo); Richard, Marrony, Raul, Yago Pikachu e Rossi (Vasco)

GOLS
FLAMENGO: Everton Ribeiro, a 1min do primeiro tempo; Danilo Barcelos (contra), aos 49min do primeiro tempo; Bruno Henrique, aos 19 e 35min do segundo tempo
VASCO: Marrony, aos 34min do primeiro tempo; Yago Pikachu, aos 36min do primeiro tempo; Marcos Júnior, aos 6min do segundo tempo; Ribamar, aos 47min do segundo tempoFLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Vitinho), Everton Ribeiro (Piris da Motta) e Reinier (Arrascaeta); Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Jorge Jesus

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Osvaldo Henriquez, Ricardo Graça e Danilo Barcelos; Richard, Marcos Junior (Bruno Cesar), Raul (Gabriel Pec) e Freddy Guarín; Rossi e Marrony (Ribamar)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Fonte: Gazeta Esportiva

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou, no final de semana, a tabela detalhada da Copa do Nordeste 2020, que terá apenas o Botafogo-PB, atual tricampeão estadual, como representante da Paraíba.

O Belo vai estrear no dia 25 de janeiro, às 18h, contra o América de Natal, na Arena das Dunas. 

No Grupo A do Nordestão, junto de CRB, Sport, Bahia, Fortaleza, ABC, River-PI e Frei Paulistano, o time da Maravilha do Contorno vai enfrentar as equipes do Grupo B, formado por Ceará, Confiança, CSA, Imperatriz, Náutico, Santa Cruz e Vitória, além do Dragão natalense.

O primeiro jogo do Alvinegro da Estrela Vermelha diante de sua torcida será na segunda rodada,  contra o Confiança, no dia 1º de fevereiro, um sábado, às 18h, no Almeidão.

Em 2019, o Bota-PB fez grande campanha na competição regional. Após terminar a fase de grupos em segundo lugar, eliminou o CSA nas quartas de finais e o Náutico nas semifinais. Chegou invicto até a grande final, que foi realizada em dois jogos e teve a partida decisiva disputada em João Pessoa.

Porém, o Botafogo-PB perdeu os dois confrontos e deixou o título escapar para o Fortaleza.

Confira abaixo todos os jogos do Belo na fase de grupos e clique no link para baixar a tabela detalhada da Copa do Nordeste 2020.

25/01 – América-RN x Botafogo-PB – 18h (Brasília) – Arena da Dunas

01/02 – Botafogo-PB x Confiança – 18h – Almeidão

08/02 – Botafogo-PB x Náutico – 16h – Almeidão

13/02 – CSA x Botafogo-PB – 20h – Rei Pelé

26/02 – Ceará x Botafogo-PB – 17h – Castelão

07/03 – Botafogo-PB x Imperatriz – 20h – Almeidão

14/03 – Santa Cruz x Botafogo-PB – 20h – Arruda

21/03 – Botafogo-PB x Vitória – 16h – Almeidão

Cotas maiores

A Liga do Nordeste também divulgou as cotas de participação que serão destinadas às equipes, que foram divididas em quatro grupos com valores iniciais diferentes. O Botafogo-PB está no grupo 3 e terá direito a R$ 1,5 milhão por disputar a fase de grupos.

Caso avance às quartas de final receberá mais R$ 300 mil, passando à semifinal o ganho é de mais R$ 375 mil. Se chegar à final novamente, terá direito a pelo menos R$ 500 mil e se for campeão embolsa R$ 1 milhão.

Confira as cotas.

Grupo 1: Bahia, Ceará, Sport e Vitória – R$ 2,2 milhões

Grupo 2: CRB, Fortaleza, Náutico, Santa Cruz – R$ 1,7 milhão

Grupo 3: ABC, América-RN, Botafogo-PB, CSA e América – R$ 1,5 milhão

Grupo 4: Confiança, Frei Paulistano-SE, Imperatriz e River-PI – R$ 775 mil

Quartas de final: R$ 300 mil

Semifinais: R$ 375 mil

Vice-campeão: R$ 500 mil

Campeão: R$ 1 milhão

Fonte: Paraibaonline

Foto: CBF

O técnico Tite optou por não chamar jogadores que atuam no Brasil para os últimos amistosos da seleção brasileira em 2019. O comandante divulgou nesta sexta-feira a lista com os 23 atletas convocados para os confrontos contra Argentina e Coreia do Sul, nos dias 15 e 19 de novembro, respectivamente. Nenhum deles de clubes brasileiros.

Entre as novidades, ganharam chance o lateral Emerson, do Betis, o volante Douglas Luiz, que vem tendo boas atuações no Aston Villa, e o atacante Rodrygo, que começou a conquistar espaço no Real Madrid. O zagueiro Felipe voltou a ser convocado pelo comandante, assim como atacante David Neres.

A opção de Tite por não levar atletas do Brasil evita prejudicar equipes em meio ao Brasileirão, que terá a 33ª rodada realizada justamente entre os dois amistosos, no fim de semana dos dias 16 e 17 de novembro. No caso do Flamengo – que teve atletas chamados nas duas últimas Datas Fifa -, há, ainda, a decisão da Copa Libertadores, no dia 23, apenas quatro dias depois do jogo contra a Coreia.

Líder do Brasileirão e finalista do torneio continental, o Flamengo anunciou pela manhã que formalizou um pedido à CBF para que nenhum atleta do elenco rubro-negro fosse convocado por Tite. O técnico, entretanto, negou que o pedido tenha chegado a seu conhecimento antes da elaboração da lista.

Veja os jogadores chamados:

  • Goleiros: Alisson (Liverpool), Daniel Fuzato (Roma) e Ederson (Manchester City);
  • Defensores: Danilo (Manchester City), Emerson (Bétis), Alex Sandro (Juventus), Renan Lodi (Atlético de Madrid), Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid), Marquinhos e Thiago Silva (PSG);
  • Meio-campistas: Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Paquetá (Milan), Douglas Luiz (Aston Villa) e Philippe Coutinho (Liverpool);
  • Atacantes: David Neres (Ajax), Roberto Firmino (Liverpool) , Gabriel Jesus (Manchester City), Richarlison (Everton), Rodrygo (Real Madrid) e Willian (Chelsea).

Fonte: Globoesporte.com

Foto: Pedro Martins / MowaPress

O Flamengo fez história nesta quarta (23) no Maracanã ao derrotar o Grêmio por 5 a 0 e se classificar para a final da Copa Libertadores, onde enfrentará o River Plate, da Argentina.

Com uma grande exibição, o rubro-negro contou com gols de Bruno Henrique, Pablo Marí, Rodrigo Caio e Gabigol (duas vezes).

Essa é a segunda vez na história que o Flamengo chega a uma final de Libertadores. Na primeira, em 1981, o rubro-negro foi campeão ao derrotar o Cobreloa, do Chile, na decisão.

O jogo

Apoiado por sua apaixonada torcida, que lotou o estádio do Maracanã, o Flamengo se classificaria para a final com um empate sem gols, ou por uma vitória por qualquer placar após o empate em 1 a 1 no jogo de ida, realizado em Porto Alegre. Já o Grêmio precisava vencer ou alcançar um empate por qualquer placar acima de 1 a 1. O empate em 1 a 1 levaria para a disputa de pênaltis.

Mas neste jogo decisivo o técnico português Jorge Jesus queria a vitória, e para alcançar seu objetivo surpreendeu ao optar pela entrada de dois jogadores que retornavam de lesão no time titular, o lateral Rafinha e o meia uruguaio Arrascaeta.

Talvez por isso, por ter jogadores fora da forma ideal, mesmo jogando em casa o Flamengo não conseguiu iniciar a partida com o domínio apresentado na partida de ida em Porto Alegre. Assim, as jogadas se concentravam no meio de campo.

A primeira chance de gol clara surgiu aos 10 minutos, quando o atacante Gabigol cabeceou com perigo após cruzamento de Everton Ribeiro.

Mas a equipe carioca errava mais passes do que o natural, e em uma destas falhas o atacante Everton roubou a bola, avançou pela esquerda e cruzou para o meio da área, onde Maicon chegava para finalizar com perigo, mas Filipe Luís conseguiu cortar.

Aos 26 minutos o lateral Rafinha mostrou porque o técnico do Flamengo apostou na sua escalação como titular. Ele cruzou com perfeição para o atacante Bruno Henrique, que, por muito pouco, não abriu o placar.

A partir de então a equipe carioca começou a valorizar mais a posse de bola, dando poucas oportunidades ao time gaúcho.

E esse domínio se traduziu em chance aos 34 quando o uruguaio Arrascaeta recebeu na direita, avançou e chutou por cobertura, mas o goleiro Paulo Victor consegue defender.

Aos 39 o Flamengo chegou novamente com perigo. Gerson tocou em profundidade para Gabigol, que chutou forte para defesa do goleiro do Grêmio.

Primeiro gol

Mas aos 41 minutos não teve jeito. Everton Ribeiro rouba a bola, passa para Bruno Henrique, que puxou rápido contra-ataque e tocou para Gabigol, que chutou para defesa parcial de Paulo Victor. No rebote Bruno Henrique escorou para abrir o marcador.

Esse gol era uma prova de que, após um início igual, o Flamengo começava a se impor com o passar do tempo. E essa superioridade do time carioca ficou evidente com os números do jogo até o intervalo. Flamengo com 63% de posse de bola e 9 finalizações, enquanto o Grêmio tinha 37% de posse de bola e 2 finalizações.

Segundo tempo

E o rubro-negro começou o segundo tempo com velocidade máxima. E com 1 minuto ampliou para 2 a 0. Arrascaeta cobra escanteio, André corta e Gabigol pega de virada para marcar um golaço.

E o que estava bom ficou ainda melhor quando o atacante Bruno Henrique é derrubado pelo zagueiro Geromel dentro da área do Grêmio. O juiz argentino Patricio Loustau, com auxílio do árbitro de vídeo (VAR), assinala pênalti a favor da equipe carioca.

Aos 10 minutos Gabigol vai para a cobrança e, com muita categoria, desloca o goleiro Paulo Victor para fazer 3 a 0.

Com desvantagem tão grande no marcador o técnico Renato Gaúcho partiu para o ataque com a entrada dos atacantes Pepê e Diego Tardelli.

Mas mesmo com estas mudanças, o Flamengo continuou mandando na partida. E o time carioca chegou ao quarto gol aos 21 minutos. Arrascaeta cobrou ótimo escanteio, e o zagueiro espanhol Pablo Marí subiu muito para deixar o seu.

E o rubro-negro queria mais. Aos 25 minutos Everton Ribeiro cobrou falta com perfeição para gol de cabeça do zagueiro Rodrigo Caio. Noite histórica no Maracanã.

Ao Grêmio, que ficou claramente abatido com o placar, só restou administrar a partida para evitar uma goleada mais elástica, enquanto o Flamengo diminuiu o ritmo satisfeito com a goleada.

Com isso, a vitória de 5 a 0 perdurou até o final, confirmando a classificação do time carioca para a final da Libertadores.

Final

O adversário do Flamengo na final da Copa Libertadores será o River Plate, que, mesmo perdendo por 1 a 0 na última terça para o Boca Juniors, se classificou, pois venceu a partida de ida por 2 a 0.

A final da Libertadores, entre Flamengo e River Plate, acontece no dia 23 de novembro no Estádio Nacional do Chile.

Ficha técnica:

FLAMENGO 5 X 0 GRÊMIO

Competição: Libertadores (semifinal).

Local: Maracanã, Rio de Janeiro.

Juiz: Patricio Loustau (Argentina).

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego) e Arrascaeta (Piris da Motta); Everton Ribeiro, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique (Vitinho). Técnico: Jorge Jesus.

Grêmio: Paulo Victor; Paulo Miranda, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Matheus Henrique e Maicon (Diego Tardelli); Alisson (Thaciano), André (Pepê) e Everton. Técnico: Renato Gaúcho.

Gols: No primeiro tempo: Bruno Henrique (41). No segundo tempo: Gabriel (1), Gabriel (10), Pablo Marí (21) e Rodrigo Caio (25).

Fonte: Agência Brasil 

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Conmebol confirmou, na manhã desta quinta-feira, que a final da Libertadores de 2020 será no Maracanã, no Rio. A entidade anunciou ainda que a Sul-Americana, também em jogo único, será decidida no Estadio Mario Kempes, em Córdoba, na Argentina.

O estádio carioca foi escolhido para sediar a Libertadores entre outros sete, sendo cinco brasileiros (Mineirão, Beira-Rio, Arena do Grêmio, Arena Corinthians e Morumbi), um peruano (Estádio Nacional) e o próprio Mario Kempes.

Na atual temporada, a primeira com final em jogo único, a Libertadores será decidida em Santiago, no Chile. Já a Sul-Americana terá sua partida decisiva em Lima, no Peru.

A escolha do Rio, antecipada pelo GLOBO, se dá pelo fato de o Maracanã ser um estádio icônico e a cidade ser um atrativo turístico para torcedores, independentemente do país.

— As finais únicas da Libertadores e da Sul-Americana aumentaram a projeção e o alcance internacional do nosso futebol. Rio de Janeiro e Córdoba se converteram nos melhores anfitriões para acolher a grande família do futebol sul-americano — afirmou o presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez.

A experiência da Conmebol durante a Copa América foi considerada boa: o Maracanã foi palco da final do torneio deste ano. Na reunião nesta quinta-feira, no Paraguai, até o governador Wilson Witzel esteve presente.

– O Maracanã estará completando 70 anos. Vamos fazer uma grande festa

– disse o governador Witzel.

O CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, também participou de encontros para debater a escolha do palco nas últimas semanas.

O momento político atual da CBF na Conmebol indica força nos bastidores.

– A tranquilidade da América do Sul é ir para o Rio de Janeiro e saber que vai ter toda estrutura e todo aparato para uma grande final – disse o presidente da entidade, Rogério Caboclo

Em contrapartida, os argentinos perdem influência, sobretudo após a reclamação contra a Conmebol, tendo como motivo a atuação da arbitragem na semifinal da Copa América.

Fonte: O Globo

Foto: Douglas Magno / AFP

Esse goleiro é bom, hein”. “Muito bão!”. Os elogios são do craque Neymar e do volante Casemiro.

E o alvo dos comentários é o paraibano Santos, de 29 anos, que se destacou nesta terça-feira durantes os treinos da Seleção Brasileira visando amistosos ante Senegal e Nigéria, dias 10 e 13, respectivamente.

Campeão da Copa do Brasil pelo Athletico-PR há um mês, o arqueiro, mostrou o tamanho da grande fase que passa.

Em reportagem assinada por Raphael Zarko, que acompanha a “Amarelinha” em Singapura, o Globoesporte destacou o desempenho de Santos nas atividades.

O portal relata que ele duelou contra alguns dos melhores jogadores do mundo, se saiu bem, recebeu elogios de Neymar, Casemiro e Arthur. Mas também se empolgou. Na brincadeira de fim de treino, quando ia vencendo os atacantes e ia fazer todos pagarem 10 flexões, ele aceitou desafio de Neymar.

A brincadeira era: os jogadores de linha tentavam bater o goleiro. Se não sofresse gol, todos pagariam 10 flexões. E Santos defendeu chutes de Paquetá, de Everton, de Arthur… Um a um. Até chegar Neymar, que propôs “salvar” os companheiros.

O preparador de goleiros Taffarel olhou desconfiado e disse que não deveria ter aceitado. Não teve jeito. Neymar colocou no canto e Santos pagou 10.

– Bem-vindo, Santos! – gritou Neymar, tirando onda com o goleiro.

Mais cedo, em entrevista coletiva, Santos revelou inspiração em Dida, de quem parece até ter herdado o temperamento tranquilo, e Taffarel, treinador de goleiros.

– Esse sai que é sua Taffarel é emblemático. Todo moleque já ouviu isso. Ele é referência para todos. É um cara que com certeza é exemplo para toda a molecada. Ele teve no Athletico há um tempo, só cumprimentei. Ele disse que já estava doido para trabalhar, para treinar. Tenho como espelho, referência, gente desse nível, dele, do Dida – disse o goleiro Santos.

Nascido em Cabaceiras, cidade próxima à Campina Grande (PB), o primeiro nome de Santos é Aderbar. Ele primeiro foi chamado de Neto, mas depois virou Santos mesmo, um outro sobrenome. Titular do Furacão desde a saída de Weverton, hoje companheiro de Seleção, ele comentou as conquistas recentes do Athletico.

– Tudo isso que vem acontecendo é fruto de bom trabalho, dentro de campo, principalmente, mas também fora de campo. Nosso presidente (Mario Petraglia, do Conselho Deliberativo) tem visão totalmente diferente no futebol, mas nossa equipe com certeza tem feito por merecer dentro de campo. Estamos fazendo grande trabalho, conquistamos títulos importantes e é isso que faz um clube crescer – comentou o novo jogador da seleção brasileira.

Fonte: Paraibaonline

Foto: Ascom/CBF

Na manhã deste sábado, um grupo de torcedores do Fluminense invadiu o Centro de Treinamento do clube para protestar e cobrar jogadores. Um dos muros de metal que cercam o terreno foi derrubado.

O elenco tricolor estava iniciando os trabalhos na academia quando foram cercados pelos torcedores. Seguranças do clube não demoraram para chegar no local, mas os atletas aceitaram ouvir as cobranças da torcida.

Com um clima hostil, os tricolores cobraram comprometimento sobretudo depois da demissão do técnico Oswaldo de Oliveira, e ainda ameaçaram fiscalizar os jogadores durante a noite. Apesar do tom das cobranças, não houve agressão física.

Depois de cerca de 10 minutos, os torcedores deixaram o CT de forma espontânea, e do lado de fora, foi possível observar uma faixa com cobranças ao presidente Mário Bittencourt e ao vice Celso Barros.

Neste domingo, o Fluminense recebe o Grêmio no Maracanã, em partida válida pela 22° rodada do Campeonato Brasileiro. Com 19 pontos, a equipe ocupa a 16° posição na tabela.

Fonte: Gazeta Esportiva

O craque Lionel Messi venceu, na tarde desta segunda-feira, o prêmio de melhor jogador do mundo do The Best Fifa. É a sexta vez que o camisa 10 do Barcelona e da seleção argentina é escolhido por premiações da Fifa. O atacante bateu o zagueiro do Liverpool Virgil van Dijk e o atacante da Juventus Cristiano Ronaldo para ser escolhido.

O argentino já havia faturado a honraria em 2009, com o antigo prêmio de Melhor do Mundo da Fifa; e em 2010, 2011, 2012 e 2015, pelo FIFA Ballon d’Or, parceria da federação com a revista francesa France Football. Com seis escolhas, Messi desempata disputa pessoal com Cristiano Ronaldo, que soma cinco premiações, e se iguala a Marta, como atleta que mais venceu o prêmio.

Messi volta a ser nomeado o maior jogador do futebol mundial após três anos. Em 2016 e 2017, o argentino ficou em segundo atrás de Cristiano Ronaldo. Já na última premiação, o camisa 10 não figurou entre os três primeiros e Modric foi premiado.

Na temporada 2018/2019, Messi marcou 51 gols e deu 22 assistências pelo Barcelona em 50 jogos. O camisa 10 ajudou a equipe catalã a vencer o Campeonato Espanhol e chegou às semifinais do Liga dos Campeões. Na seleção argentina, foram três gols e uma assistência em oito jogos, além do 3º lugar da Copa América no Brasil.

Fonte: Gazeta Esportiva

Foto: Site Oficial da Fifa