O Sistema Nacional de Transplantes divulgou que a Paraíba é o estado que mais cresceu em número de transplantes no país em 2019. O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, comentou que a Paraíba tem uma proporcional elevação de estatísticas, comparando com grandes centros transplantadores, a exemplo de São Paulo, Santa Catarina, com uma doação multiórgãos, a cada dois dias.

Nesta segunda-feira (14), acontece mais um transplante multiórgãos. Três pessoas realizaram doação de vários órgãos em menos de uma semana. São, ao todo, quatro rins, três fígados, um coração e quatro córneas em uma única semana.

Todos os órgãos foram destinados a paraibanos, captados no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa e transplantados na Paraíba.

“É um sinal positivo de que a sociedade está cada vez mais receptiva à importância da doação de órgãos e os profissionais de saúde estão salvando vidas em plena madrugada. Juntos, estamos diminuindo a fila de espera. Manifeste em vida aos seus familiares, o desejo de se tornar doador de órgãos! Parabéns à Central de Transplantes da Paraíba e aos grupos transplantadores do Estado”, afirmou Geraldo Medeiros.

O presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Alberto Beltrame, pontuou que os números refletem uma boa gestão e aprimoramento da rede de atenção à saúde.

“Para viabilizar um transplante, o hospital todo precisa se preparar e se qualificar. No fim, quem ganha são todos os pacientes atendidos, pois, utilizarão um serviço mais qualificado como um todo. Todo este circulo virtuoso de aprimoramento da atenção acaba por beneficiar todos os pacientes – independente de serem candidatos a transplante ou não. Assim, sempre fui e continuarei a ser um entusiasta dos transplantes. Paraíba, siga em frente”, disse Beltrame.

Fonte: Click PB