Category

POLÍCIA

Category

Os investimentos em segurança pública no Maior São João do Mundo de Campina Grande, vem dando bons resultados, tanto que quatro foragidos da Justiça foram presos no São João de Campina Grande após serem identificados pelas câmeras do circuito de segurança instaladas no Parque do Povo, em Campina Grande. As prisões aconteceram nesse final de semana. As câmeras ficam localizadas nos portões de entrada do “Quartel General do Forró”. Ao todo são mais de 250 câmeras espalhadas na área da festa.

Segundo a polícia um dos homens detidos, responde pelo crime de lesão corporal grave. Outro tem mandado de prisão em aberto por crime previsto na Lei Maria da Penha. Já os outros dois presos respondem por tráfico de drogas.

O sistema de biometria facial instalado nas câmeras de monitoramento do Parque do Povo ajudou no reconhecimento dos suspeitos. Da central de monitoramento, a polícia acompanha a movimentação no evento. Quando o sistema identifica algum foragido que está no banco nacional de mandados de prisão, emite um sinal de alerta direto no celular dos policiais.

O sistema também é uma importante ferramenta para as abordagens na tentativa de identificar pessoas suspeitas de transportar drogas e armas para o interior do Parque do Povo.

Fonte: PB Agora

Uma mulher, 45 anos, foi agredida com uma panela de pressão na noite de ontem (24), em João Pessoa. A vítima foi encontrada desacordada nas imediações da sua residência no bairro de Tambiá.

Após os primeiros atendimentos do Samu, a mulher foi levada para o Hospital de Trauma da cidade.

O principal suspeito pela agressão é o seu companheiro. Ele ainda não foi localizado.

Fonte: Mais PB

Dois jovens foram alvos de tentativa de homicídio no município de Catolé do Rocha, no Sertão paraibano. O atentado aconteceu no início da manhã desta segunda-feira (24), dia de São João.

Por volta das 5h30, a dupla voltava das festas em Riacho dos Cavalos quando foi surpreendida pelo atirador, no contorno rodoviário Edmir Xavier.

Francisco dos Santos, de 20 anos, e Mateus Costa, de 18 anos, foram baleados próximo do aeródromo da região.

Ambos foram socorridos para um hospital da região. O estado de saúde ainda não foi revelado. O motivo da tentativa de homicídio ainda não foi divulgado.

Fonte: Click PB

Foto: Secom/PB

Um homem de 35 anos foi preso nessa sexta-feira (21), em João Pesoa, suspeito de receptação de produtos roubados. Segundo a polícia, o crime teria causado prejuízos de R$ 60 mil. Outras duas pessoas foram detidas para prestar esclarecimentos na delegacia.

De acordo com o delegado Braz Morroni, a prisão aconteceu porque a polícia estava investigando indivíduos que participaram do furto de rodas importadas de liga leve de uma empresa situada no bairro Gramame, em João Pessoa, quando localizou e flagrou o suspeito comercializando parte dos produtos subtraídos.

“Os prejuízos causados foram superiores a R$ 60 mil e as investigações devem evoluir a partir das ações deflagradas, no sentido de identificar a autoria delitiva, viabilizando assim a recuperação do restante do material furtado”, explicou o delegado.

Por enquanto, apenas uma pessoa foi presa em flagrante, mas é possível que haja outros envolvidos no caso. “Os outros dois suspeitos foram conduzidos até a delegacia especializada de Crimes Contra o Patrimônio para prestarem declarações e ao final da investigação, ser ou não atribuída alguma responsabilidade criminal por suas condutas”, concluiu.

Fonte: Portal Correio

Foto: Polícia Civil

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) foram presos nessa quinta-feira (20), nas cidades de Araçagi e Logradouro, onde ele também foi detido por posse ilegal de arma. A primeira prisão aconteceu por volta das 6h, no Sítio Canafístula, zona rural do município de Araçagi, quando os policiais foram informados de que um homem estava bastante agressivo no interior da residência, ameaçando familiares e danificando os móveis. De imediato, a guarnição comandada pelo cabo Pontes foi até o local e, constatada a veracidade da informação, prendeu e conduziu o suspeito à delegacia.

À noite, a guarnição do Destacamento de Logradouro realizava rondas quando recebeu a informação que estava havendo uma discussão entre mãe e filho no Sítio Olho D’Água. De imediato os policiais se dirigiram para o local, onde constataram que o suspeito, bastante alterado, havia quebrado alguns objetos da residência e agredido fisicamente a sua mãe, além de ameaçá-la de morte com uma arma de fogo. A guarnição o imobilizou e conduziu, juntamente com a arma apreendida, para a delegacia.

Fonte: Nordeste 1

Policiais militares do 14º Batalhão de Polícia Militar prenderam um suspeito de tráfico de drogas, na madrugada desta sexta-feira (21), em Sousa, durante os festejos juninos da cidade. Com o homem, de 35 anos, a polícia encontrou drogas escondidas em um carrinho de bebê.

Os policiais foram acionados para investigar uma situação em que um indivíduo estaria comercializando drogas na festa. Na abordagem ao suspeito, foram encontrados 20 papelotes de cocaína.

O indivíduo foi conduzido para a delegacia da cidade onde os materiais apreendidos e o suspeito foram apresentados. As ações da Operação Festas Juninas ocorrem durante o período do São João e visam evitar crimes patrimoniais e contra a vida, além do combate ao tráfico de drogas.

Fonte: Mais PB

Foto: PM/PB

Estudantes que moram no distrito do Cajá, município de Caldas Brandão e estudam à noite em João Pessoa passaram por momentos de pânico, na noite de ontem, quarta-feira (19), após virarem alvo de um arrastão praticados por bandidos.

Segundo relatos, as vítimas estavam dentro de um ônibus escolar, próximo a passarela de pedestres, na BR 230, em Água Fria, quando os criminosos se aproximaram e fizeram o roubo. Os criminosos levaram celulares, dinheiro e outros objetos das vítimas.

As vítimas foram para a Central de Polícia prestar boletim de ocorrência. Até esta quinta-feira ninguém havia sido preso.

Fonte: PB Agora

A Polícia Civil cumpre, nesta quarta-feira (19), mandados de busca e apreensão em João Pessoa e em Itabaiana em operação que investiga desvio de recursos públicos no município do Agreste paraibano. São três mandados judiciais sendo cumpridos nessa nova fase da operação que já teve como alvo, na primeira fase, o ex-prefeito Antônio Carlos Melo Júnior.

O delegado Felipe Castelar informou ao ClickPB que uma ex-secretária de Saúde de Itabaiana também é alvo da Operação Garimpo. Foram apreendidos, hoje na ação policial, dois carros, uma moto, cheques e documentos.

Relembre o caso

Ex-prefeito e ex-tesoureiro de Itabaiana presos em operação são levados para batalhão da PM

A operação foi denominada ‘Garimpo’ e é um desdobramento da ‘Operação Pote de Ouro/Mapa da Mina’, desencadeada ano passado. Os mandados foram expedidos pelo juízo da Comarca de Itabaiana. De acordo com as investigações da Polícia Civil, o suposto esquema teria desviado recursos públicos na gestão do ex-prefeito de Itabaiana, Antônio Carlos Rodrigues de Melo Júnior.

O ex-prefeito Antônio Carlos, o ex-tesoureiro da prefeitura Luís Moreira de Barros e o ex-secretário de infraestrutura da prefeitura de Itabaiana Adjailton Paiva de Andrade (falecido posteriormente à prisão) foram presos na primeira fase das investigações, mas estão respondendo o processo em liberdade. No total, juntando as duas fases, mais de R$ 330 mil em contratos estão sob suspeita.

O caso estava sob segredo de justiça, mas uma decisão judicial retirou o sigilo. Nessa segunda etapa estão sendo cumpridos mandados em apartamentos que pertenceriam a André Teixeira Gondim e Rodrigo Henriques Neves, ex-secretário de Turismo da cidade de Santa Rita. Os dois, segundo a polícia, teriam envolvimento nas supostas fraudes.

Já em Itabaiana, equipes da Polícia Civil fazem buscas em locais onde estariam bens comprados pelo ‘esquema’ como lavagem de dinheiro. Até agora a Polícia Civil não divulgou um balanço parcial da ação. A Justiça também decretou o sequestro de parte dos bens investigados pela Polícia Civil.

Fonte: Click PB

Fotos: Polícia Civil

Um advogado, cujo nome ainda não foi divulgado, foi preso em flagrante, no início da tarde desta terça-feira (18), ao tentar entrar no presídio de segurança máxima, o PB1, em João Pessoa, com um colchão recheado de chips, baterias e carregadores de celular.

Os agentes informaram que solicitaram que o objeto fosse colocado na máquina de escanear e se surpreenderam quando constataram a tentativa ousada do advogado de levar os objetos para posse dos presos.

Acompanhado do diretor da unidade, e de agentes do presídio, o advogado foi conduzido à Central de Polícia no bairro do Geisel para ser apresentado ao delegado responsável pela apuração desse tipo de crime.

Fonte: PB Agora

Uma mulher de 34 anos de idade, suspeita de praticar um homicídio no interior do Estado do Maranhão no dia 30 de abril deste ano, foi localizada nesta segunda-feira (17), na cidade de Araçagi, e conduzida por policiais militares e civis à delegacia. Apesar de ter confessado o crime aos policiais, como não havia flagrante ou mandado de prisão, ela foi ouvida e, em seguida, liberada.

O crime teria sido praticado porque a vítima, que era vizinha da suspeita, reclamou de um barulho que estava sendo feito pela filha dela, uma adolescente, na frente da casa onde ela dormia com um dos filhos menores. Durante o desentendimento, a mulher teria disparado quatro vezes contra a vítima, que foi atingida com um tiro e acabou morrendo antes de ser socorrida. Elas eram vizinhas em um condomínio na cidade de Timon e a vítima, de 31 anos, deixou quatro filhos menores.

Os policiais da guarnição de Araçagi, sob o comando do sargento Martins, do Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Civil) e do GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil) localizaram a mulher na casa de uma irmã, na zona rural de Araçagi, para onde ela fugiu depois de praticar o crime.

Os policiais mantiveram contato com o delegado de Timon, mas como não havia mandado de prisão, ele os orientou para que ouvissem a suspeita e encaminhassem o depoimento dela, para que ele possa tomar as providências legais.

Fonte: Assessoria do 4 º BPM

Foto: Assessoria do 4 º BPM