Category

DESTAQUE

Category

Um ataque ao Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand, em Charqueadas, na região metropolitana de Porto Alegre, deixou pelo menos quatro alunos e uma professora feridos no começo da tarde desta quarta-feira (21). O criminoso, que usou uma machadinha, é um adolescente, informou a Secretaria Estadual de Educação. De acordo com a Brigada Militar, ele fugiu e está sendo procurado.

A Polícia Civil acrescentou que as vítimas não tiveram ferimentos graves e foram encaminhadas ao Hospital de Charqueadas, que informou que elas não correm riscos.

Segundo a Secretaria de Educação, a direção da escola disse que um adolescente, que não seria aluno da instituição, também jogou um coquetel molotov dentro do pátio.

Após o ataque, Bombeiros e BM foram até a escola.

Até a última atualização desta reportagem, a Secretaria disse que estava se deslocando para o local. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), informou que o vice, Ranolfo Vieira Júnior, também estava a caminho do colégio.

Massacre em Suzano

Em 13 de março, um adolescente e um jovem encapuzados atacaram a Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), e mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio. Em seguida, um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou. Pouco antes do massacre, a dupla havia matado o proprietário de uma loja da região. Os criminosos eram ex-alunos do colégio.

Fonte: G1 RS

Foto: Meta Notícias

Maria Luiza do Nascimento, ex-prefeita de Sapé, no Agreste do Estado, foi condenada à pena de oito anos e quatro meses de prisão, além de 333 dias-multas. Ela teria desviado dinheiro público em benefício próprio para utilização em campanha eleitoral.

A sentença foi do juiz Jailson Shizue Suassuna, integrante do grupo da Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no âmbito do Tribunal de Justiça da Paraíba, que também estabeleceu a mesma condenação para Alcemir Carneiro Batista.

O regime inicial para cumprimento da pena será fechado na cadeia local da cidade ou outro estabelecimento prisional a critério do Juízo de Execução Penal. Também ficou estabelecido que os réus poderão recorrer da decisão em liberdade, já que não existem motivos que autorizem a decretação da prisão preventiva, considerando que os promovidos não têm antecedentes criminais.

Segundo informa os autos, Maria Luzia do Nascimento teria desviado dinheiro público da coleta de lixo em benefício próprio, para utilização em campanha eleitoral partidária, usando da facilidade de acesso à pecúnia, inerente ao cargo. “As consequências do crime desfavorecem a ré, pois além do prejuízo financeiro sofrido pela empresa de limpeza, ainda acarretou dano enorme à coletividade, visto que o Município ficou sem a devida coleta de lixo por um longo período”, destacou o juiz sentenciante.

De acordo a sentença, os crimes aconteceram em continuidade delitiva previsto no artigo 71 do Código Penal, o qual afirma que: “Quando o agente, mediante mais de uma ação ou omissão, pratica dois ou mais crimes da mesma espécie e, pelas condições de tempo, lugar, maneira de execução e outras semelhantes, devem os subsequentes ser havidos como continuação do primeiro, aplica-se-lhe a pena de um só dos crimes, se idênticas, ou a mais grave, se diversas, aumentada em qualquer caso, de um sexto a dois terços”.

Ao condenar Alcemir Carneiro Batista, o magistrado Jailson Shizue afirmou que o réu também desviou dinheiro público, com a então chefe do Executivo Municipal de Sapé, em condições de tempo e lugar totalmente favoráveis. A individualização das penas estabelecidas na sentença de 1º Grau respeitou os termos do artigo 5º, XLVI, da Constituição da República e artigos 59 e 68, ambos do Código Penal.

Desta decisão cabe recurso.

Fonte: Click PB

O tráfico de drogas segue constante em território paraibano. Desta vez, em Guarabira, a Polícia Civil apreendeu na tarde da última terça-feira (20) 4 Kg de drogas. O material estava dividido em 2.6 kg de maconha e 1.4 kg de crack.

O recolhimento das drogas só foi possível por meio de uma denúncia anônima. Sendo assim, foi possível chegar até o bairro de Santa Terezinha e averiguar o crime, já que as drogas estavam em um imóvel inabitado. Agora, o trabalho da Polícia é identificar o proprietário do local. Dessa forma, o mesmo deve-se explicar as autoridades de Guarabira.

Fonte: Expresso PB com Assessoria

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de perigo por baixa umidade para para 89 municípios da Paraíba. O alerta teve início às 12h e termina às 18h desta quarta-feira (21).

O aviso é válido para cidades das regiões do Cariri, Seridó e Sertão paraibano. Conforme o alerta do Inmet, a umidade relativa do ar deve variar entre 20% e 12%, podendo haver riscos de incêndios florestais. Para a população, há risco à saúde, podendo haver ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz.

Segundo o instituto, é recomendado a não realização de atividades físicas, beber bastante líquido, evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia, usar hidratante para pele e umidificar os ambientes.

Para mais informações, o Instituto recomenda o 199 para contato com a Defesa Civil ou o 193 para o Corpo de Bombeiros.

Lista de municípios sob alerta de baixa umidade

  1. Aguiar
  2. Aparecida
  3. Areia De Baraúnas
  4. Belém Do Brejo Do Cruz
  5. Bernardino Batista
  6. Boa Ventura
  7. Bom Jesus
  8. Bom Sucesso
  9. Bonito De Santa Fé
  10. Brejo Do Cruz
  11. Brejo Dos Santos
  12. Cachoeira Dos Índios
  13. Cacimba De Areia
  14. Cacimbas
  15. Cajazeiras
  16. Cajazeirinhas
  17. Carrapateira
  18. Catingueira
  19. Catolé Do Rocha
  20. Conceição
  21. Condado
  22. Coremas
  23. Curral Velho
  24. Desterro
  25. Diamante
  26. Emas
  27. Ibiara
  28. Igaracy
  29. Imaculada
  30. Itaporanga
  31. Jericó
  32. Joca Claudino
  33. Juru
  34. Lagoa
  35. Lastro
  36. Livramento
  37. Malta
  38. Manaíra
  39. Marizópolis
  40. Mato Grosso
  41. Maturéia
  42. Monte Horebe
  43. Mãe D’Água
  44. Nazarezinho
  45. Nova Olinda
  46. Olho D’Água
  47. Passagem
  48. Patos
  49. Paulista
  50. Pedra Branca
  51. Piancó
  52. Pombal
  53. Poço Dantas
  54. Poço De José De Moura
  55. Princesa Isabel
  56. Quixabá
  57. Riacho Dos Cavalos
  58. Santa Cruz
  59. Santa Helena
  60. Santa Inês
  61. Santa Luzia
  62. Santa Teresinha
  63. Santana De Mangueira
  64. Santana Dos Garrotes
  65. Serra Grande
  66. Sousa
  67. São Bentinho
  68. São Bento
  69. São Domingos
  70. São Francisco
  71. São José Da Lagoa Tapada
  72. São José De Caiana
  73. São José De Espinharas
  74. São José De Piranhas
  75. São José De Princesa
  76. São José Do Bonfim
  77. São José Do Brejo Do Cruz
  78. São José Do Sabugi
  79. São João Do Rio Do Peixe
  80. São Mamede
  81. Taperoá
  82. Tavares
  83. Teixeira
  84. Triunfo
  85. Uiraúna
  86. Vieirópolis
  87. Vista Serrana
  88. Várzea
  89. Água Branca

Fonte: G1 PB

Imagem: Inmet

O governo federal anuncia nesta quarta-feira (21) uma lista de 17 empresas estatais que podem ser privatizadas. Entre elas estão a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), os Correios e a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) que atuam na Paraíba.

A informação surge após a CBTU registrar um crescimento no número de passageiros de 29% no mês de julho em relação a junho deste ano. De acordo com o superintendente do órgão, Paulo Barreto, cerca de oito mil passageiros utilizam o serviço de transporte diariamente.

Segundo o presidente Jair Bolsonaro, a privatização começará pelos Correios, empresa presente em mais de 5,5 mil municípios brasileiros. “Começa com os Correios. Essa aí eu tenho de cabeça”, disse.

A declaração sobre a privatização será realizada às 17h em cerimônia no Palácio do Planalto.

Fonte: Mais PB

A Cagepa comunica que o abastecimento de água será interrompido, nesta quarta-feira (21), nas cidades de Guarabira e Araçagi, a partir das 13h.

A interrupção do fornecimento se fará necessária para que técnicos da Cagepa realizem instalação de equipamento no sistema adutor que atende os municípios, com o objetivo de aprimorar a qualidade dos serviços prestados pela Companhia.

A previsão é que o abastecimento seja retomado, gradativamente, a partir da meia noite hoje (21).

Mais informações podem ser obtidas gratuitamente através do telefone 115.

Fonte: Nordeste 1

Após identificar focos de dengues em terrenos baldios ou em uma caixa d’água, como um cidadão deve notificar os agentes de endemias sobre o perigo? Em Natal, a prefeitura lançou um aplicativo em que é possível fazer denúncias desse tipo. As informações vão parar em um mapa interativo do “Dengue Não”, que também visa combater a doença através de recomendações e jogos interativos.

A ferramenta foi lançada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) durante a Campus Party, que aconteceu de 16 a 18 de agosto na capital potiguar. Na ferramenta, é possível ter recomendações sobre os mitos e verdades da enfermidade e checar recomendações de boas práticas para não facilitar a reprodução do Aedes aegypti.

Além disso, a aplicativo conta com espaço para notificações de casos de dengue (com mapa interativo, espaço para denúncia e Ranking Dengue Não) e com boletim das arboviroses. Outras funções do aplicativo são os jogos educativos para diversas faixas etárias e espaço para conhecer e registrar seus sintomas.

Dentro do app, existe um ranking com pontuação e premiação para os usuários que usam a ferramenta. Para a criação do programa, a SMS envolveu vários setores com representantes.

Para o coordenador do programa Saúde na Escola, Rodolfo Lira, o ‘Dengue Não’ é uma estratégia de interação ágil, acessível e com “potencial de capilaridade”.

“O aplicativo é bem recente e continuará sendo aperfeiçoado e a inovação que essa ferramenta traz pode ser trabalhada de muitas formas pela saúde. Acho muito relevante a criação dessa ponte de interação e colaboração ágil e acessível da população com a gestão. Agora, nós partiremos para trabalhar esse app com a população, usando nas escolas e em ações da Prefeitura do Natal, como o Participa Natal. Estamos montando um planejamento para premiar os cidadãos destaques com honra ao mérito no combate do Aedes. Esses dados de sintomas irão nos ajudar a predizer surtos e agilizar o atendimento dos usuários”, afirma.

Depois de um cadastro inicial, se o usuário identificar focos de dengues em terrenos baldios ou em sua caixa d’água, por exemplo, ele deve ir no espaço “notifique” e inserir o endereço do local atingido enviando uma fotografia juntamente com os dados. Estas informações vão para um mapa interativo dentro do aplicativo. Dentre 7 a 15 dias o problema será apurado e resolvido. Também há a possibilidade de informar sintomas suspeitos de dengue e receber orientação quanto à procura de uma unidade de saúde.

O aplicativo “Dengue Não” já está disponível para aparelhos móveis com sistema operacional Android e futuramente também estará disponível para IOS. Existe também a possibilidade de acessar o aplicativo por computadores em sua versão Web, mas sem a opção de jogos.

Fonte: G1 RN

O Ministério da Saúde passou a recomendar a vacinação contra o sarampo em crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias para combater a disseminação do vírus no país. Nessa faixa etária, segundo a pasta, será ofertada uma dose complementar, chamada de dose zero, como já acontece em campanhas como a de combate à poliomielite. A orientação foi apresentada nessa terça-feira (20) em entrevista coletiva na sede do órgão, em Brasília.

Entre 19 de maio e 10 de agosto deste ano, foram confirmados 1.680 casos de sarampo no Brasil, além de 7,5 mil casos em investigação. No período, de acordo com o ministério, não houve mortes confirmadas decorrentes da enfermidade.

Após um surto envolvendo estados da Região Norte no início do ano, um novo surto foi registrado no estado de São Paulo, que concentra, atualmente, 1.662 casos em 74 municípios – 98,5% do total de casos. Em seguida aparecem Rio de Janeiro, com seis casos, e Pernambuco, com quatro. Com um caso estão Goiás, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Piauí.

A recomendação da vacinação adicional de crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias se deve ao fato deste ser o público com maior potencial de contágio. O coeficiente de incidência em bebês de até 1 ano é de 38,28 casos para cada grupo de 100 mil, enquanto a média de todas as faixas etárias ficou em 4,12. Normalmente, a imunização acontece por meio de duas doses, aos 12 meses e aos 15 meses de vida.

“Temos observado uma incidência elevada em menores de 1 ano. É fundamental estabelecermos estratégia diferenciada para essa faixa etária, olhar para as crianças menores de 1 ano com especial atenção”, declarou o secretário de vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira.

Jovens adultos

Além dos bebês, outro público que preocupa o ministério é o de jovens adultos. A pasta destacou a necessidade de pessoas de 20 a 29 anos regularizarem a vacinação contra o sarampo – o grupo tem coeficiente de incidência de 9 casos para cada grupo de 100 mil, mais que o dobro da média nacional. A orientação vale especialmente para São Paulo, estado com muitos casos e alta densidade populacional.

De acordo com o ministério, pela rotina de imunização estabelecida, pessoas com até 29 anos devem já ter recebido duas doses contra o sarampo. Já quem tem entre 30 e 49 anos deve ter tomado pelo menos uma dose. O secretário ponderou, contudo, que não há necessidade de corrida aos postos de saúde e que a regularização pode ser feita tranquilamente.

Difícil controle

Questionado sobre as razões da propagação do sarampo no país, Oliveira argumentou que a natureza do vírus e de sua transmissão dificultam o controle, especialmente com um surto em uma região como o estado de São Paulo.

“O sarampo é doença de transmissão respiratória. É rastilho de pólvora. Para cada caso, podemos ter 18 pessoas infectadas. É extremamente complexa a contenção da situação viral, principalmente num estado com a densidade demográfica que São Paulo tem”, disse. Entre os principais obstáculos, segundo ele, estão a falta de imunização em adultos jovens e a dificuldade de conscientização desse público.

Estoque

O secretário relatou que já foram disponibilizadas 7,5 milhões de doses da vacina para o estado de São Paulo, além do apoio a campanhas de comunicação para sensibilizar os públicos mais afetados pelo vírus. Ele acrescentou que as vacinas adicionais para bebês devem totalizar cerca de 1,6 milhões de doses e que os estados estão abastecidos, mas que o governo está buscando um estoque complementar com fornecedores externos.

O representante do ministério apontou como problema a atuação de movimentos antivacina que, segundo ele, se alimentam de desinformação e notícias falsas para recusar a imunização necessária. O ministério disponibilizou uma seção em seu site para desmentir notícias falsas e oferecer outras informações.

Fonte: Portal Correio

No próximo dia 24/08 a tradicional festa de Santo Antônio acontece todos os anos no sítio Salvador Gomes de Baixo e este ano terá grandes atrações para o público dançar muito forró.

As atrações serão Os Barbosas e Aeric Vidal que irão animar as festividades.

O evento vai acontecer ao lado da capela.

Leonardo Bezerra/ Blog do João Moura

A Polícia Civil através da DEAM de Mamanguape, deflagrou na manhã desta quarta-feira (21), a Operação Inimigo Íntimo,  que cumpre mandados prisão preventiva contra suspeitos de praticar violência contra mulher, criança e adolescente, além de crimes sexuais.

Nessa ação foram cumpridos cinco mandados de prisões nas cidades de Mamanguape, Itapororoca, Mataraca, Barra de Camaratuba e Guarabira.

Foram presos Tatiane Clementino dos Santos, Sebastião Herculano da Silva, Antônio Roberto da Silva, José Ilton Clementino Vieira e Severino Hermínio de Assunção. 

A operação contou com a participação de toda a equipe da DEAM Mamanguape, além de policiais civis da 7 DSPC, COORDEAM, 8 DSPC, Polícia Militar e Conselho Tutelar.

Os presos foram encaminhados à Central de Polícia de Mamanguape, onde aguardam a realização da audiência de custódia.

Fonte: Click PB