Em busca de votos para aprovar no Congresso Nacional a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro voltou a receber no Palácio do Planalto dirigentes partidários.

A agenda divulgada pela assessoria do presidente prevê encontros, nesta quarta-feira (10), com os presidentes e parlamentares de cinco partidos: PSL, Podemos, Novo, Avante e PSC. As bancadas reúnem, juntas, 88 deputados na Câmara.

Bancadas na Câmara:

PSL54
Podemos11
Novo8
PSC8
Avante7
Total88

Fonte: Câmara dos Deputados

O primeiro encontrou foi com o deputado Luciano Bivar (PE), presidente do PSL, partido de Bolsonaro. Ele chegou ao Planalto por volta de 10h30.

Depois, foi a vez de Renata Abreu, do Podemos.

Ao sair do encontro com Bolsonaro, Bivar disse que o PSL vai fechar questão pela reforma. Isso significa que o partido vai orientar todos seus parlamentares a votar a favor.

Renata Abreu disse que o Podemos é a favor da reforma, mas defendeu algumas modificações no texto enviado pelo governo ao Congresso.

PRIMEIRA RODADA

Na semana passada, Bolsonaro iniciou a rodada de conversas com partidos. Ele recebeu os presidentes de seis siglas (PRB, PSD, PP, PSDB, DEM e MDB). Nesta terça (9), ele esteve com dirigentes do PR e do Solidariedade.

Acompanha o presidente nas audiências o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, responsável pela articulação do governo junto ao Congresso.

Fonte: G1