A Polícia Federal realiza, na manhã desta terça-feira 12, a operação Dealer, de combate ao tráfico de drogas.

Ao todo, o órgão cumpre dez mandados de prisão e outros dez de busca e apreensão contra uma quadrilha que montou um grupo de WhatsApp para servir de uma espécie de “mural de classificados virtual do tráfico de drogas, aproximando vendedores e compradores”.

Os mandados estão sendo cumpridos nos estados de São Paulo, Sergipe, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais. Em nota, a PF afirma que o grupo vendia, através de “rede social”, maconha, MDMA e LSD. O inquérito teve início em abril de 2018 e a atividade da quadrilha foi identificada pelo setor de inteligência da corporação.

Segundo a PF, “os investigados serão indiciados pela prática de crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, com penas de três a quinze anos de prisão e multa”.

Fonte: VEJA.com