O Ministério Público da Paraíba (MPPB), através da Promotoria de Justiça do Catolé do Rocha, abriu inquérito para investigar a suposta prática de nepotismo no município de Brejo dos Santos.

De acordo com o vereador José Sueldo de Oliveira Miranda, responsável pela denúncia, o prefeito do município, Lauri Ferreira de Oliveira, contratou vários parentes seus e de sua esposa para a administração.

O promotor informou que após a denúncia, o prefeito reconheceu irregularidade na contratação de dois servidores e apresentou a portaria de exoneração dos mesmos.

Entretanto, após a instauração da notícia de fato, a irmã do prefeito, Regina Ferreira da Costa, ascendeu de um cargo de coordenadora ao de secretária. Outra nomeação a ser investigada pelo inquérito é o da servidora Juliana Ferreira de Sousa, também sob suspeita de nepotismo.

O Município de Brejo dos Santos será notificado para apresentar os documentos referentes à contratação de Regina Ferreira da Costa como coordenadora; prova da rescisão do contrato de Ana Carolina Ferreira e informação se ela teve vínculo anterior com a Administração e quanto tempo os servidores Amon Suassuna Ferreira e Severino J. de Sousa Júnior integraram a Administração do Município e se tinham conhecimento técnico na área em que exerceram a função.

Os servidores apontados pelo denunciante também serão intimados para serem ouvidos no dia 19 de novembro, às 15h30, na sede da Promotoria de Justiça.

Se formalmente denunciado à Justiça paraibana, Lauri Ferreira pode responder por improbidade administrativa.

Confira o despacho de instauração do inquérito:

Fonte: Paraiba Já