Corpo de Bombeiros do Ceará confirmou na manhã desta quinta-feira, 17, a quarta morte após o desabamento do Edifício Andréa, no bairro do Dionísio Torres, em Fortaleza.

Os bombeiros ainda não identificaram a quarta vítima. Sete pessoas foram resgatadas com vida dos escombros. Outras seis estão desaparecidas.

Localizado na esquina das Ruas Tibúrcio Cavalcante e Tomás Acioli, o edifício residencial de sete andares desmoronou por volta das 10h15 de terça-feira, 15. Na noite do mesmo dia, foi encontrado o primeiro corpo: do vendedor Frederick Santana dos Santos, de 30 anos, que estava em um mercado vizinho e acabou sendo atingido.

Na tarde desta quarta-feira, 16, o corpo de Santos foi sepultado em um cemitério da região metropolitana de Fortaleza.

À noite, o Corpo de Bombeiros escutou uma voz, que poderia ser de uma pessoa sob os entulhos do prédio. As buscas, agora auxiliadas por cães farejadores, estão focadas para localizar essa vítima.

Ainda na quarta, foi retirado dos escombros o corpo de Izaura Marques Menezes, de 82 anos e, à tarde, foi localizado o corpo de uma mulher, que segue sem identificação até o momento.

Os trabalhos das equipes de resgate seguem de forma ininterrupta. Seis pessoas ainda estão desaparecidas.

Sete resgatados com vida

Pessoas socorridas com vida foram encaminhadas para unidades de saúde da rede pública, passaram por cirurgia e estão em recuperação. Inicialmente, os bombeiros haviam informado o resgate de oito vítimas, mas o número foi corrigido para sete. Um dos nomes estaria duplicado na lista.

Fonte: Felipe Cordeiro, O Estado de S. Paulo, e Jackson de Moura
Foto: Ronaldo Oliveira/Agência O DIA / Estadão Conteúdo