O Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) do incidente de Poluição de Óleo no litoral do Nordeste – composto pela Marinha do Brasil, IBAMA e Agência Nacional do Petróleo (ANP) – comunicou nesta terça-feira, 15, que não registros de novas manchas de óleo no litoral nordestino nesta data.

De acordo com a Marinha, permanecem equipes mobilizadas para monitoramento e limpeza de resíduos remanescentes. Desde o início do aparecimento das manchas, em 2 de setembro, já foram empregados no monitoramento, contenção e limpeza das praias afetadas, os seguintes efetivos:

Marinha do Brasil

  • 48 Organizações Militares
  • 1.583 militares
  • 7 navios
  • 1 aeronave

Além de embarcações e viaturas pertencentes às diversas Capitanias dos Portos, Delegacias e Agências, sediadas ao longo do litoral nordestino.

IBAMA

  • 74 servidores
  • 10 viaturas
  • 1 avião
  • 2 helicópteros

Ainda houve a colaboração do Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, Petrobras, Universidades Federais, órgãos estaduais e municipais, além de voluntários.

Ao todo, foram recolhidas cerca de 200 toneladas de resíduos.

O GAA solicita que aqueles que avistarem manchas de óleo nas praias entrem em contato, por meio do número 185.

Fonte: Agora RN