Category

POLÍCIA

Category

A Polícia Militar realizou a prisão de um homem 47 anos na noite deste domingo, 20, após ter agredido a irmã no Conjunto Lucas Porpino na cidade de Guarabira-PB.

Por volta das 18:20 hs a Policia Militar foi acionada pela vítima, a qual relatou que seu irmão lhe agrediu verbalmente, como também arremessou algumas pedras contra ela.

Imediatamente a guarnição chegando ao local encontrou o suspeito, o qual apresentava fortes sintomas embriaguez, onde foi rapidamente realizada sua detenção. Diante a situação a guarnição encaminhou as partes à delegacia onde foram apresentadas ao delegado para as providências que o caso requer.

Fonte: Blog do João Moura com Assessoria

A Polícia Militar ao realizar patrulhamento na zona rural do município de Cuitegi visualizou um homem em meio ao matagal com uma espingarda artesanal do tipo soca-soca e quando o mesmo visualizou o policiamento largou a arma e se embreou no matagal.

Imediatamente foi realizada diligência, onde se conseguiu localizar a espingarda abandonada, já o acusado conseguiu se evadir.  Diante da situação a arma apreendida foi encaminhada à delegacia e deixada à responsabilidade da autoridade competente.

Fonte: Blog do João Moura com Assessoria

Uma mulher de 31 anos foi presa, nesse domingo (19), suspeita de matar a facadas o marido, de 40 anos, em Campina Grande. O crime aconteceu no bairro Três Irmãs.

A suspeita contou à polícia que planejou o assassinato depois de encontrar mensagens do marido para outra mulher em redes sociais. Para ela, evidência de traição. Ela chegou a enviar um áudio para uma amiga informando que iria cometer o crime.

“Vou matar ele hoje. Pra ele aprender a não tirar onda com a minha cara, a não me trair”, diz um trecho da mensagem. “Eu vou pedir uma coisa a você, a minha mãe e a minhas irmãs. Vão me visitar [na presídio]”, completa a suspeita.

Segundo o delegado Francisco de Assis, três filhos da suspeita, sendo um deles da vítima, estavam na casa no momento do crime. As crianças agora estão sob cuidados de avós.

Vizinhos da família acionaram a polícia e tentaram espancar a mulher. A violência foi impedida com a chegada da viatura da Polícia Militar. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi chamado, mas o homem já estava morto.

A suspeita foi levada para a Central de Polícia Civil; e, a faca utilizada no crime, apreendida. A mulher passará por audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (20).

Fonte: Portal Correio

Um policial militar de Pernambuco foi preso, na noite desse sábado (18), após sacar uma arma e atirar durante uma confusão no Fest Verão Paraíba, em Cabedelo. Duas pessoas ficaram feridas com os disparos.

De acordo com a Polícia Civil, o PM é da cidade de Serra Talhada e atirou depois que um homem teria dado uma cantada para a namorada do policial.

Após o PM atirar, seguranças do festival foram até o local e durante a abordagem ele atirou novamente, atingindo um segurança. Ele foi levado para o 1º Batalhão da Polícia Militar de João Pessoa, onde aguarda audiência de custódia.

As vítimas foram levadas para o Hospital de Trauma de João Pessoa, mas a identidade ou estado de saúde delas não foram divulgadas.

Fonte: Notícias do Vale PB

Um homem morreu e outro ficou ferido após tiroteio ocorrido na noite deste sábado (18), em um bar na cidade de Itapororoca, no interior da Paraíba.

De acordo com as informações, as vítimas estavam bebendo no bar quando três homens armados chegaram ao local e iniciaram os tiros. Uma pessoa morreu no local. Um homem foi atingido no rosto, mas resistiu aos ferimentos e foi socorrido.

A vítima ferida foi encaminhada para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos tinham a intenção de matar apenas a vítima que morreu no local.

Não há informação sobre os suspeitos.

Fonte: Click PB

A polícia federal apreendeu na tarde deste sábado (18) uma ambulância da secretaria de Saúde do município de Pedro Régis, no litoral norte paraibano.

De acordo com as informações o veículo foi flagrado com irregularidades em fiscalização feita pela Polícia Rodoviária Federal, nas proximidades da entrada para o município de Lucena, na BR-101.

A ambulância estava com o licenciamento obrigatório e o da AGEVISA em atraso e com pneus em péssimas condições, o que teria chamado a atenção dos policiais.

Os vereadores do município, Virginio Ribeiro, Zé Carlos, Carlinhos da Banana e Floreistan Abreu, já haviam feito denúncias sobre a situação do veículo na câmara municipal, mas nenhuma providência havia sido tomada por parte do governo municipal, ocasionando assim o fato ocorrido nessa tarde.

O veículo foi apreendido e encaminhado para o pátio da PRF em Santa Rita.

Fonte: Portal Diário 1

Polícia Rodoviária Federal na Paraíba  prendeu, no final da tarde do último sábado (18), no município de Mamanguape, um homem transportando 19,6 kg de maconha em fundo falso de veículo.

A prisão ocorreu durante abordagem realizada na BR 101, km 38, na Unidade Operacional da PRF em Mamanguape. 

O condutor do veículo, um homem de 42 anos, ficou muito nervoso durante a abordagem , o que levantou a suspeita dos policiais. Ao realizar a fiscalização minuciosa ao interior do veículo foi localizado um fundo falso no banco dos passageiros. 

Ao todo foram localizados 19 tabletes de maconha e um saco contendo também uma certa quantia da droga, totalizando 19,6 kg da substância. 

O homem detido informou aos policiais que pegou a droga em Natal/RN e entregaria em Recife/PE. 

O suspeito, a droga e o veículo foram encaminhados à Polícia Civil de Mamanguape.

Fonte: Click PB

Na noite desta sexta-feira (17), uma mulher ficou ferida e sua filha foi morta após ambas serem atingidas por vários disparos de arma de fogo, no município de Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa.

De acordo com a polícia, dois homens em uma moto se aproximaram das vítimas e fizeram vários disparos. A jovem identificada como Vanessa Honorato morreu na hora, enquanto que sua mãe foi atingida por vários disparos e precisou ser levada para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

O crime aconteceu no momento em que as vítimas estavam na porta de casa, na Rua Tiradentes, no conjunto Alto das Populares. Testemunhas disseram que os homens em uma moto se aproximaram e sem falar nada iniciaram os disparos.

A polícia ainda não sabe o que teria motivado o crime. Ninguém foi preso.

Fonte: PB Agora

A Polícia Militar localizou e prendeu em flagrante, na noite dessa quinta-feira (16), duas mulheres e um homem que participam de uma sessão de tortura e agressões contra uma jovem de 25 anos, na cidade de Bananeiras. O crime foi filmado pelo homem e seria para mostrar a um traficante, conforme os levantamentos realizados pela polícia.

Os policiais da 7ª Companhia Independente chegaram até os acusados depois que tiveram acesso às imagens, que circularam em redes sociais de moradores do município, na mesma noite do crime.

Várias equipes policiais foram até o distrito de Romã, encontraram a vítima com vários hematomas, prestaram apoio e depois fizeram buscas na região, resultando na prisão em flagrante do trio envolvido. O homem tem 47 anos e as duas mulheres que agiram com ele, 24 e 19 anos.

O caso foi levado para a Delegacia Seccional de Solânea, que está investigando a motivação do crime e envolvimento de outros suspeitos para poder prendê-los.

Arma apreendida – Nas buscas, a PM apreendeu em um Bordel, também no distrito de Roma, em Bananeiras, um revólver calibre 38. A arma era do proprietário do bar, que tem 63 anos.

Fonte: Mais PB

A Polícia Civil da Paraíba deflagrou nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (17) a ‘Operação Manto da Justiça’ com o objetivo de reprimir uma célula criminosa voltada a execução de pessoas na região de Princesa Isabel. Até agora quatro pessoas foram presas, mas as diligências continuam no decorrer do dia. Entre os presos está o vereador Rinaldo do gavião, ligado ao grupo politico do prefeito de Princesa Isabel, Ricardo Pereira.

De acordo com o delegado Cristiano Jacques, a operação visa reprimir uma célula criminosa envolvida na morte de várias pessoas por meio de pistoleiros e posteriormente esses mesmos pistoleiros eram executados como forma de queima de arquivo.

O delegado contou que a operação foi deflagrada nesta sexta-feira para evitar que outras pessoas fossem assassinadas. Ao menos quatro pessoas estariam na mira do grupo: um vereador, um ex-vereador e dois comerciantes. O mandante desses crimes, segundo a Polícia Civil, é um dos homens que teve a prisão decretada pela Justiça e é alvo da operação.

O grupo é suspeito de executar José Bernardino Neto Tavares, por meio de Joaquim das Passagens, que posteriormente também foi morto. Além deles, foram mortos os pistoleiros Ranieri e Paulinho, além de ter sido registrada uma tentativa de homicídio contra um homem no fim do ano passado.

Foram cumpridos nove mandados judiciais, sendo dois de prisão temporária e sete de busca e apreensão expedidos pela Comarca de Princesa Isabel\PB.

Coordenaram a ação os delegados André Rabelo e Cristiano Jacques, da Polícia Civil, em ação conjunta com o Coronel Campos e o Capitão Firmino Veras, da Polícia Militar na região. A operação é coordenada pelas Polícias Civil (16ºDSPC) e Militar (5ª CIA\NI) de Princesa Isabel, com apoio da 3ªSRPC e 3º CRPM, além do apoio do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil-GOE.

Entenda o caso

Segundo informações apuradas pela Polícia Civil no dia 17 de dezembro de 2019, no centro da cidade de Princesa Isabel, por volta das 21h, um comerciante foi surpreendido por dois indivíduos que chegaram em uma motocicleta e um deles lhe efetuou três disparos de revólver, mas a vítima sobreviveu.

A suspeita da polícia é que o mandante do crime seja uma pessoa influente na cidade e comanda um grupo de extermínio na região, onde dá ordens para que pistoleiros matem pessoas que são seus credores para não pagar as dívidas. Após a morte dos credores, ele manda executar os seus pistoleiros para que não contem que foi ele que os mandou matar suas vítimas”, revelou o delegado.

Plano para novas mortes

Em novembro do ano passado, o mandante ligou para um pistoleiro e lhe oferecendo R$15 mil reais para que ele matasse pessoas influentes na cidade de Princesa Isabel, mas o plano não deu certo. Havia comerciantes e pessoas influentes na região que estavam na “lista” para serem mortos por pistoleiros. Os nomes das futuras vítimas não foram divulgados pela polícia como medida de segurança.

“O clima estava tenso em Princesa e para evitar novas mortes, as forças policiais se reuniram para restabelecer a ordem pública que estava sendo ameaçada com essas execuções, e anteciparam a deflagração da Operação para evitar novas mortes que estavam previstas pelos criminosos”, concluiu o delegado André Rabello.

Fonte: Paraiba.com.br